Blue Eyes

Blue Eyes

quarta-feira, 4 de junho de 2014

Entrei naquela roda viva de prazer, luxúria e paixão. 
De costas para mim, dobrei-a e puxei-lhe o cabelo enquanto a penetrava bruscamente.
Não a magoei, mas a minha postura era de uma forma brusca e bruta,um animal a fode-la, poderia te-la magoado,mas não.
A Miss Blue Eyes gritava uns " ais " e limitava-se a gemer.
Gemia de uma forma prolongada, constante e continua.
O orgasmo estava presente no seu interior.
- Gostas puta?
O fogo que havia dentro de mim estava incontrolável e nada o parava.
Louca de desejo e sedenta de sentir o meu calor, decidiu uma vez mais acabar com um broche do outro mundo.





Sem comentários:

Enviar um comentário