Blue Eyes

Blue Eyes

domingo, 15 de junho de 2014

Não pares...

Sem pudor mordisquei-lhe os bicos das mamas, lambi aquelas mamas, apertei as com as minhas mãos.
Agarrei-os, desci pelo corpo dela, dando beijos e lambidelas.
Ela estava mortinha pela beijo em outro local sensível ao toque da minha língua, beijei-lhe o clitóris e lambi, com um dedo penetrava aquela cona com movimentos lentos.
Miss Blue Eyes estava cheia de tesão, libertava gemidos de prazer.
- Estás toda molhada.
Ela geme e reponde:
- Não pares.
Dei-lhe estocadas fortes de prazer, rápidos até ao grito final.

Sem comentários:

Enviar um comentário