Blue Eyes

Blue Eyes

terça-feira, 29 de julho de 2014

A tua puta

A cama era redonda, com lençóis de cetim cor de prata, espelhos no tecto, uma luz muito ténue avermelhada, propício para uma noite de loucura.
Despi o vestido, tirei os sapatos e atirei-me para cima daqueles lençois tão frescos e sedutores.
Fiquei com a lingerie, que consistia numa cuequinha de fio dental, cinto e meias de ligas, pretas.
Depois de me roçar por alguns momentos naqueles maravilhosos lençois, quase adormeci, meio embriagada pela champanhe, quando sinto a porta abrir. Era o Mr Blue Eyes a entrar, deixei-me estar na mesma posição, de olhos fechados e de barriga para baixo, começando a me esfregar nos lençois, situação que muito me excitou.
Após alguns instantes, sinto umas mãos percorrerem-me as pernas até às coxas. Deixei-me envolver por aquele toque, sempre de olhos fechados e já complemente molhada.
Sentia uma língua quente percorrer-me as nádegas e uns dedos a procurarem a minha cona já completamente excitada. De repente, com um movimento brusco, aquelas mãos pegam-me pela cintura e me viram para cima.
Nisto abro os olhos e vejo o Mr Blue Eyes, e diz:
- Quero comer-te toda.
Nisto, Mr Blue Eyes tira das calças o mangalho!
Humm caralho apetitoso!
Fiquei excitada, a minha cona já não aguentava de tanto tesão e disse-lhe: 
- Anda, prova a tua cona, fode-me...
Imediatamente, fez-me ajoelhar e meteu-me aquele caralho na boca, o qual lambi e chupei avidamente até ao tesão total.
O Mr Blue Eyes gemia, agarrando-me pelos meus cabelos para controlar os movimentos da minha boca. Percebi que não se queria vir para a minha boca, mas ai chupei-lhe o mangalho até ele não se conter mais e esporrou-se todo na minha boquinha, entre gemidos e gritos de prazer.
A esporra era tanta que até me sufocava, e eu lambi com satisfação todo aquele líquido, fora algum que já escorria até às mamas, o que o deixou muito contente.
Posto isto, empurrou-me para cima da cama e começou-me a morder e a lamber as mamas, arrancou-me as cuequinhas, desceu com a língua até à minha cona, que já não aguentava de tanta excitação e, com movimentos muito bem coordenados, chupou-me e lambeu-me o clitóris ao mesmo tempo que me apalpava as mamas, o que me fez vir imediatamente, num turbilhão de ais e uis de prazer.
Estes meus gemidos deixaram-no novamente com o pau teso e duro, o que  me agradou muito, estava em excelente forma!
Comecei-lhe a lamber os tomates, o que ele adorou, quando disse:
- Vira-te minha puta, vou-te foder como uma cadela com o cio!
 Imediatamente dei-lhe a minha cona molhada e, por trás, fui penetrada por aquele caralho magnífico. Fiquei alucinada, os movimentos de penetração começaram a ser mais rápidos (até estou a ficar toda molhada só de me lembrar). Conforme me fodia, com uma mão apalpava-me as mamas e torcia-me os bicos dos mamilos e com a outra massajava-me freneticamente o clitóris.
Tive um orgasmo!
O prazer era imenso, até doía.
Eu dizia-lhe:
- Mete-o todo, arrebenta-me a cona toda, esporra-te dentro de mim!
O Mr Blue Eyes estava louco! Ele respondia:
- Vou-te rebentar toda, minha puta, vou-te inundar as entranhas com toda a minha esporra!
Viémo-nos novamente ao mesmo tempo, foi espectacular, esporrou-se todo para dentro da minha coninha!
O êxtase foi total!
Quando acabámos, ele disse:
- És mesmo uma puta fodilhona!
Respondi:
- Pois sou, a tua puta!

Sem comentários:

Enviar um comentário