Blue Eyes

Blue Eyes

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Quero comer-te toda

- Quero comer o teu cu maravilhoso, disse-lhe.
- Quero que me chupes primeiro, e depois quero enrabar-te.
Miss Blue Eyes manteve-se silenciosa e esboçou um sorriso de menina malandra.
Ajoelhou-se, desapertou as minhas calças e pegou no meu pau ainda mole. Começou a lamber a cabeça muito lentamente e de seguida engoliu-o por completo. Deixei-a chupar-me por uns minutos e puxeia para cima, queria beijá-la, morder-lhe as mamas e chupar o clitóris delicioso.
Virei-a de barriga para baixo e pedi-lhe para espetar o rabo para cima. Comecei a chupá-la lentamente. Primeiro o seu clitóris inchado, depois enfiei a língua na sua fenda aberta e húmida, terminando no seu cú delicioso.
Demorei o tempo necessário para humedecer a entrada.
Continuei até ela se vir.
- Afasta as tuas nádegas com ambas as mãos, ordenei.
- Abre-te para mim, quero enfiar a língua nesse cu convidativo.
 A visão do cu dela arregaçado era divinal. Enfiei a minha língua e cuspi lá para dentro. Enfiei um dedo, depois outro e iniciei o vai-vém. Ela estava pronta para receber o meu pau.
Miss Blue Eyes continuou a abrir o cu com ambas as mãos, e eu apontei o meu caralho duro á sua entrada.
Forcei, e a pouco e pouco fui enterrando por completo.
Que sensação fantástica!
Comecei a fodê-la e muito rapidamente estava pronto a vir-me.
Mas eu não queria vir-me dentro do cu dela. Não hoje...
- Quero vir-me na tua boca.
Miss Blue Eyes disse que sim, vim-me, enchi-lhe a boca de leitinho. Vim-me tanto ela não conseguiu conter tudo, e escorreu-lhe um pouco pelos lábios e pelo queixo.
Foi  foda deliciosa.

Sem comentários:

Enviar um comentário