Blue Eyes

Blue Eyes

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Últimas gotas de esporra

Peguei-lhe na mão e puxei-a suavemente de encontro ao meu corpo, beijei-a no pescoço, senti um tremor percorrer-lhe o corpo, continuei, Miss Blue Eyes  colou-se mais a mim.
A minha arma ameaçava saltar das cuecas e de certeza que o corpo dela já havia pressentido o volume. Continuei a beijar-lhe o pescoço, tinha as suas mamas contra o meio peito, a minha boca procurou os mamilos e comecei a torneá-los com a língua.
Miss Blue Eyes colocou-se de quatro, puxei-a de modo a que me beijasse os testículos e o pénis. Os seus beijos depressa se transformaram numa sensual e compassada mamada.
depois passei de chupado a chupador, a minha língua percorria a cona molhada da Miss Blue Eyes e de vez enquanto descia até ao seu cuzinho. Quando a minha língua lhe tocava no rabo toda ela tremia e as mãos empurravam a minha cabeça como a desejar que a minha língua perfurasse aquele cu. 
Miss Blue Eyes deitou-se de costas no sofá, e eu fui fode-la por cima, a rata estava húmida de prazer que estava a ter, Miss Blue Eyes gemia de prazer...
Desferia movimentos penetradores na cona húmida, assim continuei por um largo período que possibilitou a Miss Blue Eyes a  obter mais dois orgasmos e até que eu, apercebendo-me que ia esporrar-me, retirei o caralho da cona, e deixei todo o meu leite bater no seu buraco anal enquanto gritava de prazer. depois a Miss Blue Eyes agarrou no meu caralho e chupou-o aproveitando as últimas gotas de esporra.

Sem comentários:

Enviar um comentário