Blue Eyes

Blue Eyes

terça-feira, 30 de setembro de 2014

És assim

Vieste a mim com vontade, transpiravas firmeza de foder.
A tua forma de estar, pedia, os teus gestos convidavam, querias um macho, querias força, és desespero e pecado.
Fiquei admirando o teu despir, cada gesto do teu sensual despir, lento e belo.
Vi-te de meias ligas, de saltos altos, na cama, senti a vontade de te tomar, de te foder.
Amor carnal...
Sexo puro e duro, porque hoje és a minha puta.
Entro dentro de ti, bem dentro, puro, natural, duro, como só eu sei, assim!
É o teu desejo...
É a tua vontade...

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

O teu leite

Sentes o meu toque. Viras-te, e voltas a adormecer por um instante, mas foste acordado por uma boca quente e húmida no teu caralho.
Abres os olhos e vês-me entre as tuas pernas.. a minha boca quente está a chupar o teu pau...
Sentes a minha mão num vai vem em ritmo com a boca. O teu corpo estica-se e empurras o caralho mais para dentro da minha boca….
As tuas mãos perdem-se nos meus cabelos enquanto eu intensifico o movimento de vai vem, o teu pau está duro como pedra, estás a gostar da minha da boca. Eu vou chupando agora apenas a ponta para te por louco de desejo.
Deixo-te num ponto de ebulição que até parece que vai rebentar. Volto a engoli-lo todo até me engasgar.
O meu corpo contorce-se, da maneira com que eu chupo e lambo o teu pau. Tu perdes-te no teu prazer e até reviras os olho.
Agarras-me na cabeça com ambas as mãos e lentamente enfias e tiras o pau da minha garganta. A tua mente está focada na minha garganta estreita e tentas pensar noutra coisa qualquer, qualquer coisa que te impeça de te vires já.
Foda-se, sabe tão bem…
Abres os olhos quando sentes o teu pau fora da minha boca, está duro. Agarro-te no caralho e lentamente enfio na boca, enfia-o profundamente outra vez e desta vez empurras para dentro da minha doce boca.
Eu mantenho a boca bem aberta enquanto tu o enfias fundo, bem fundo, puxas para trás devagar, só uns centímetros e voltas a enterrar tudo.
Os meus olhos fecham-se mas as mãos continuam a acariciar o teu corpo. Queres os meus olhos bem abertos para quando tu te vieres, estás tão perto… Torces ligeiramente o caralho na minha boca dela, abro os olhos e, olho directamente para ti, sorrio um pouco à volta do teu pau, sei que vou ter o meu tratamento divinal...
Continuas a foder-me a boca até à garganta, estás quase a vir-te e olhas para mim, ficas ainda mais excitado...
Eu chupo suavemente e não consegues aguentar mais.
Apertas a cabeça com firmeza e vens-te dentro da minha boca. Foda-se, não consegues parar de te vires enquanto me vês a engolir o teu leite.
Algumas gotas fogem da minha boca e acabam por ir parar ao meu pescoço e às mamas... Continuo a chupar, sempre a segurar o teu pau firmemente com a minha mão e só pára quando estás completamente limpo.
Todo o teu leite foi engolido e o que caiu, foi lambido esfregado como se se tratasse de um creme hidratante.

domingo, 28 de setembro de 2014

A insatisfação leva a repetir

Pedes mais, mais muito mais. Não te contentas com pouco.
Pedes sempre que te foda mais, mais e muito mais. Exiges que penetre mais fundo, bem fundo.
Gemes quando entro dentro de ti com força. Agarras-me e gritas.
Abres-te muito mais, dás mais acesso á tua cona quente. Agora exiges que te lamba.
Tremes e contrais-te.
Queres mais...
Mais muito mais...
Como são intensas estas sensações e como é bom pedir mais..muito mais

Engole

Abre a boca minha putinha, olha-me nos olhos. Olha para o meu pau duro e quente.
É do jeito que tu gostas...
Abre a boca.
Deixa aberta... 
Queres ver a bater a punheta, queres senti-lo, sentir a minha esporra a cair em cima de ti.
Sentires a minha esporra quente em cada centímetro da tua face.
E ela caí, e vai muito lentamente para dentro da tua boca, gostas dele, gostas desta luxuria, abre a boca minha cadela, abre..
Engole...Engole...Engole!

Adoro tocar-me!

Adoro a intensidade com que aplico o meu brinquedo em mim mesma.
Adoro explorar este prazer em mim.
Tocar e descobrir o prazer que escorre e que aquece o corpo...
Tocar e mostrar. Abrir o corpo e mostrar.
Gosto de me focar nos pormenores que mexem comigo. Gosto de mostrar a intenção...
O Prazer...

Apetece sempre

Manipula o meu prazer...
Segura firmemente no meu caralho até ficar bem rijo.
Esfrega até o sentires rijo, cheio de tesão, fruto do teu prazer...
Da-lhe prazer, dá!
Muito prazer.. Sim, muito prazer!
Impõe-lhe um ritmo, leva-me ao êxtase, inunda-me de prazer. Quero vir-me fluidamente para ti.
Esporrar-me todo para ti.

Desejo animalesco

Foda-se apetece-me foder-te...
Foder-te o corpo, apoderar-me da tua carne epossui-la num acto animalesco. Vou enfiar o meu caralho dentro de ti, vou enterrar bem fundo...
Vais ser toda fodida, vou te preencher todos os teus buracos escaldantes e fazer com que deles saem os teus líquidos espessos de prazer.
Quero que te venhas uma e outra vez enquanto te fodo, enquanto te fodo com os dedos, enquanto de fodo com a boca, enquanto te fodo com o meu caralho.
Desejo possuir-te assim...
Foda completa... caralho, dedo, língua.... mão.....
Uma bela e faminta foda....

Lado BI

Tocá-la profundamente, é isso, tocá-la, como eu sei que ela vai gostar. Colocar o dedo dentro dela, primeiro suavemente contra o clitóris, acariciar muito lentamente a vagina, os lábios, o clitóris.
Vou movimentar os meus dedos dentro de ti, quero senti-los molhados.
Tiro os dedos ir e gentilmente vou colocá-lo na boca, quero que proves o teu suco, o teu mel. Coloco novamente os dedos dentro de ti, e deixo escorregar dentro da tua quente e húmida vagina.
Profunda, muito profunda dentro do teu sexo... 
Vou explorar, agora!

Brinquedo da foda!

Tu és o meu brinquedo da foda!
Ofereces-me o teu corpo .. o desejo invade minha mente .. " quero foder-te ". Observas com esses olhos de cadela.
Agarro no teu cabelo longo e puxo contra o meu corpo .. o meu caralho entra na tua cona molhada uma vez mais.
Agarro nas tuas nádegas, e fodo-te sem parar, gritas como uma puta, gritas gemes, que puta de cadela que és... mas eu gosto, adoro.
Continuas a gritar a gemer, e eu continuo a foder-te ainda com mais força, cada vez mais rápido, mais e mais...pedes para que me venha, que te inunda a cona de esporra, e assim o faço, arrebento dentro de ti...

Escrever

Hoje apeteceu-me escrever...
Escrever sobre ti, sobre mim, sobre os nossos pecados, desejos, vontades e bocados.
Sobre a forma como me amas, tal como a forma com te desejo, como fazemos amor, como somos na cama, como funciona o sexo, como te toco, como te vens. As nossas loucuras, os nossos segredos, a nossa cumplicidade, e não escondo nada de ti, porque desejo em ti, o resultado de todas as minhas vontades, luxurias e fetiches!

Aceitas

Aceitas cada pedaço de mim, entro em ti com desejo
Deixas que te penetre, que explore o teu interior
Sem presas....
Com domínio da vontade, queres todo de uma só vez
Perfurar o teu interior...
Ofereces o teu corpo sobre o meu caralho, rijo de tesão e de desejo
Pelo teu corpo tesudo com vontade do meu tesão!

sábado, 27 de setembro de 2014

Finalmente

Mr Blue Eyes levantou e abriu o zíper da calça e exibiu o pau teso e duro.
Eu olhei, hummm, aquela cabeça vermelha e quente, não tive tempo para pensar e ele direccionou e enfiou o pau duro na minha boca.
Só queria agasalha-lho na minha boca, queria fazer um vai-vem sem perder o fôlego. Ele gemia e respirava fundo demonstrando a satisfação. Eu adorei lamber e chupar aquele pau, extremamente duro e fazia de tudo para deliciar-me.
Passava a língua no tronco, chupava os testículos, lambia de novo e tentava engoli-lo todo, ao mesmo tempo, masturbava-o, para deixá-lo com mais tesão. Mas ele interrompeu, e explorou a minha vagina e principalmente o meu clitóris duro, devido à excitação extrema.
O tesão era tanto que cheguei a pensar que ele estava diante de uma puta enlouquecida.
Não me estava a reconhecer, ele deitou-me e lambeu o meu corpo, em todas os cantos e partes, um verdadeiro banho de língua.
Todo meu corpo foi explorado pela boca dele, senti os mamilos a serem sugador, meu umbigo foi beijado e circulado, minhas coxas lambidas e mordidas, a minha gruta lambida e chupada, recebeu as melhores carícias, deixando-me completamente louca de prazer e excitação.
Enquanto boca ocupava-se do meu corpo, a mão dele masturbava o pau. A visão daquela masturbação ritmada e a língua que investia na minha gruta excitavam-me tanto, que explodi de prazer e vim-me como louca.
Depois do meu orgasmo, ele lambeu todos os líquidos de prazer, então deitou-se sobre meu corpo, abriu as minhas pernas e colocou-as sobre ombros dele, agarrou no pau e encostou é entrada da minha vagina quente.
Louca de tesão, cravei-lhe as unhas.
Finalmente entreguei-me!

Hummmm

Desejos
fetiches e fantasias.
Imagino os teus beijos
doces e provocantes.
Viro menina louca,
cheia de tesão;
quero a tua mão,
quero me acariciar.

Ai os meus gemidos!

Gemidos

Deslizo os lábios... Gemidos excitantes vão deliciar os sentidos da audição.
Os meus olhos estão a ver pau erecto que está a ser devorado pela minha boca...
Quero que ele me de o creme. A minha boca vai mais profundo.
Mudo, coloco-me de quatro, o meu corpo vai ser violado, de uma forma deliciosa, ele estremece em êxtase.
Cabeça do pau desliza para cima e para baixo minha gruta molhada, ele empurra e fode-me.
Gemidos simultâneos são liberados.
Perfura-me...
Sensações electrificadas correrem pela minha espinha. Em cada jogada de profundidade, de altos êxtase de prazer.
Cada estocada profunda...
O caralho duro, quero mais profundo e mais profundo na minha carne .
Gemidos excitantes saem de mim....saem de nós.
empurrar para fora meus pulmões 
Dentro e fora, dentro e fora....
Eu sentia o caralho prestes a estourar...
Espera!
Espera!
Como o meu orgasmo se aproximava, queria que me vir juntamente com o dele...
Mr Blue Eyes rugiu alto...
Seguiu-se o calor do leitoso creme quente... Depositando profundamente nas minhas entranhas.
Sexo duro!
O orgasmo intensificou-se e causou-me um grito emocionante

O encaixe

Sandra deitou-se de forma provocadora, observei-a com os meus olhos, ao mesmo tempo que massajava o meu clitóris, procurava mais ação, incentivei-a a vir ao meu encontro.
Os nossos parceiros estavam desejosos por assistirem, por observarem o nosso tesão.
O olhar denunciava-lhe as intenções, queria ser tomada, abusada, invadida. Não me fiz arrogada, era ousada em demasia para eu ficar quieta, estava visivelmente tórrida de desejo, ela levantou ligeiramente a perna e mostrou a cona, avancei e encaixei a minha cona encharcada na cona da Sandra numa união perfeita.
Os minutos que se seguiram foi inicio dos habituais movimentos de anca, primeiro vagarosamente, exploramos mutuamente, deixando os nossos corpos falarem entre si, os nossos lábios envolveram-se e os fluidos misturaram-se num só.
A cadência foi aumentando...
O vibrar dos corpos, a mistura dos gemidos, as palavras pronunciadas, as unhas cravadas em arranhões de prazer.
As bocas que procuram urgentemente o ar para manter os nossos corpos vivos, alimentando aquele acelerar do ritmo cardíaco.
Satisfizemos, acariciamo-nos, investindo na loucura de foder como se não houvesse amanhã.
Todo aquele carnal de vontade e o ilimitado desejo transpirou pelos nossos poros como animais que culminou numa explosão sensorial de prazer...

O intenso cheiro a sexo

Sinto a respiração ofegante, a boca do Mr Blue Eyes rouba-me um beijo, chupando toda a saliva da minha boca.
Sorriu, ao ver na minha face o gosto pelo tesão. Fez-me desejá-lo... Foi Imaginei-o já dentro de mim...
O Mr Blue Eyes desceu até aás minhas mamas, esfregando agora a boca nos meus seios.
Que sensação de prazer. A velocidade com que aqueles dedos, simultaneamente, entravam e saíam de mim, fizeram com que ficasse ainda com mais tesão.
Gemo de prazer, lentamente encaminho a minha mão até ao caralho dele, que já estava rijo.
Retiro para fora das calças o caralho inchado. Ele retira os dedos de dentro de mim e leva os dedos à minnha boca e chupo com satisfação, degustando assim o meu sabor.
Percorre-me com carícias, toques e beijos, os dedos voltaram a entrar dentro de mim, remexeu o meu interior com movimentos que me deixavam a tremer de prazer.
Senti-me tentada a mamar aquele caralho que me ofuscava a visão. Abri a boca, molhei os lábios com a língua cheia de saliva. Deitei-me em cima dele, inclinando a cabeça de modo a acolher a ponta do caralho latejante. Fiz uma penetração suave, abafei os meus gemidos.
Enterrei-o vezes sem conta na minha boca gulosa, o caralho dele batia rijamente na minha garganta em empurrões sucessivos e excitantes.
Contudo, não queria que ele se viesse naquele momento.
Os seus gemidos ficaram marcados, deitei-me de barriga para baixo e fui totalmente fodida por trás, uma das suas posições favoritas para me prazer. Gemi de forma audível e perfeitamente compreensível,a luxuria do momento obrigavam a pouca ou nenhuma contenção, somente assim fazia sentido, aquela entrega total. 
Depois coloquei-me de quatro na cama ansiosa por receber novamente aquele caralho, bem dentro das minhas entranhas. Foi penetrando mais e mais fundo no apertado e delicioso sexo, a penetração era agora mais forte.
Mr Blue Eyes penetrava a seu belo prazer aquele gostoso pedaço de luxúria que tanto tinha vontade de consumir.
O meu sexo explodia a cada penetração vigorosa e ele não aguentou mais e veio-se com uma força do outro mundo, o que me excitou ainda mais levando a que aumentasse a velocidade dos movimentos, adoro ser comida de quatro.

A minha língua

Beijo-te no desejo da paixão, desaperto o teu soutien, toco nos teus seios com as minhas mãos, com a minha boca, com os meus lábios. Com a minha língua saboreio-te, sem deixar de morder os teus mamilos rijos.
Desço...
Beijando, lambendo a tua pele macia e quente, sinto o teu respirar ofegante e desejoso para me teres. Sinto agora o teu sexo molhado, abro as tuas pernas e beijo o interior das tuas coxas, agarro nas tuas ancas, enfio um dedo dentro de ti e começo a explorar o teu interior e sentindo a tua humidade, o teu tesão.
Não me contenho mais, enfio a minha boca na tua cona, sem pudor, envolvo com os meus lábios, fodendo-te com a minha língua!

Entregas-te

Sacio-me na tua carne encharcada...
A minha língua prova-te
A minha língua alimenta
A minha língua os nos teus lábios
Os nossos desejos explodem e escorrem
Estas em loucura total...
Verdadeiro êxtase sexual
Olhas-me, sedenta
Queres mais, muito mais
Os teus gemidos
Os nossos gemidos...

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Vontade

Rasguei, despi, pedi, senti
Usei, e tirei, de ti
Toquei e acariciei
Penetrei até sentir bem fundo
Sem fugir
Gemi e gritei
Comi-te e fodi-te
Matei a minha vontade

Acordei

Acordei com vontade
Destapar o teu corpo
De te tocar
A tua pele quente e macia
De tocar nos teus seios
Sentir o teu sexo
Acordei com vontade
De usar-te como uma puta
Acarinhar-te como mulher
Foder-te como uma fêmea
Desejar-te como amante
Dominar
O que tens dentro de ti.
O grito fugiu da tua boca
A tua excitação o fez fugir
Pelos nossos pecados
És feliz em gemidos
Gemes
Continuamos
Queremos mais
E eu dou-te, dou-te mais
Sempre mais, gemes.

Entrei...

Entrei sem pedir
Forcei, para sentir
A tua gruta apertada
Que húmida
Cada vez mais fundo
Entro
Com fortes estocadas
Que prazer
Mordo
O teu pescoço, o te seio
O teu ombro, o teu queixo
Ficas com marcas na pele
Agarro-te nas ancas
Fodo-te a gruta
Que bom
Foder...

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Encontro BI

Toquei-lhe no ombro. Olhou para mim, e eu olhei directamente nos seus olhos e sorri...
Não resisti e beijei-a intensamente , delineando os seu lábios levemente.
A respiração tornou-se acelerada e ela colocou as mãos no meu rabo.
Enquanto a beijava ela agarrou na minha cara e disse ao meu ouvido:
- Tenho tanta vontade de te comer! 
Eu respondi :
- Não fales!
Continuei a beija-la, conforme a beijava, ela ia soltando uns gemidos, e com a mão, colocava-a dentro do meu vestido, começando a explorar-me.
Soltei logo um gemido.
Ela sorriu e lambeu-me os lábios enquanto beijava-me, sentia-me muito excitada, com um enorme tesão, estava completamente molhada .
Sentia uma vontade, incontrolável de a lamber, de sentir a gruta dela na minha boca.
Tirei-lhe a camisa devagar, e comecei a lamber-lhe um mamilo, tinha as mamas redondas e arrebitadas. Lambia devagar até chegar ao bico e mordisca-lo.
Contorcia-se toda, e dizia:
- Não pares , é tãoooo bomm !!
Passei para a outra mama, onde fiz a mesma coisa, ela ia soltando cada vez mais gemidos, continuava a tentar explorar-me, após lamber-lhe as mamas, ela pediu para parar, porque tambem queria sentir o meu cheiro, o meu sabor, a minha gruta, foi descendo até as virilhas, lambendo cada espaço, sentia a língua a tocar, hummmm que bommmm... olhou nos meus olhos e disse : 
- Sabes tão bem.
Voltou a baixar a cabeça e começou a enfiar a língua dentro de mim, lambia tão descontroladamente que comecei a gemer, sentia-me quente, com uma vontade enorme de explosão, e ela só tinha começado a lamber-me.
Oh que tesão!!!
Sentia-me cheia de prazer, o meu corpo estremecia, era-me impossível não para de gemer, enquanto me lambia, pediu :
- Vem-te na minha boca , quero sugar a tua esporra toda, coisa boa...
Já não aguentava mais, rebentei , num só grito e vim-me toda na boca dela, parecia que não ia terminar, era o prazer que sentia .
Olhei para ela com um sorriso nos lábios, e beijei-a na boca, para sentir também o meu próprio sabor.
Sem muitos rodeios, comecei logo a lambe-la, assim que senti a esporra dela,  passei com a língua nos lábios interiores, ela agarrou-me na cabeça e soltou um gemido, e disse:
- Continua por favor!
Eu continuei a lambê-la, fazendo-a soltar cada vez mais gemidos, com uma respiração descompassada. Não parava de a lamber, dava-me tesão só de ouvi-la gemer e implorar para que a lambesse mais rápido, toda ela se movimentava com sedução, o seu corpo tremia de prazer, decidi e beija-la intensamente para que também pudesse sentir o seu sabor .
Voltei a descer, lambendo-lhe os lábios grandes e depois os pequenos, e centrei-me somente em fazê-la vir-se na minha boca.
Lambi com mais ritmo e ela acabou por soltar um grito bem alto e senti o liquido dela a entrar na minha boca, lambi-a e chupei-a até ficar limpinha. Olhavamo-nos nos olhos e sorriamos, um sorriso luxurioso, depois de vestida, dei-lhe um beijo de despedida... 

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Fode

Eu fodo...
Tu fodes...
Ele fode...
Foda-se!
Fode-me.
- Fode-me, não pares...
- Não pares! 
Vais foder-me com tudo!

A minha meia verdade…

Hoje quero foder! 
Hoje quero ser fodida! 
Hoje quero que enfies o teu caralho que adoro chupar, na minha cona molhada e quente! 
Hoje vou usar-te e tu a mim! 
Hoje, com raiva no olhar vamos foder! 
Hoje não quero meiguices nem preliminares! 
Chego perto de ti e sem um olá meto a minha mão no teu caralho, aperto e olho para ti… 
Digo: - Fode-me Cabrão!
Sem sorrisos ou meiguices, pegas em mim, apertas-me e levas-me para onde podemos estar! 
Quase rasgas a minha roupa, despes-me desta loucura, desta raiva, desta insanidade! 
Foda-se! Dá-me a maior trancada da nossa vida!
Fode-me ... Enche este vazio que sinto com o teu caralho…
Fode-me!
Chama-me de Puta! A tua Puta! 
Foda-se…  
Faz-me vir! 
Fode-me Cabrão! Arranha-me! Morde-me! Puxa os meus cabelos!
Atiras-me e deitando-me á missionário, queres ver as minhas expressões! 
Abro as minhas pernas para veres a minha cona e assim entras e fodes-me como se a última foda se estivéssemos a dar! 
Fodes-me sem dó nem piedade!
De uma só tacada entras…e …. 
Grito e nesse grito arrebento de prazer...o nosso prazer....

Este fim de semana


Noite num motel

Cegamos ao motel, recebes-te as chaves, estacionaste o carro e saímos subimos umas escadas, a porta abriu-se para um quarto, algo chamou a minha atenção, por cima da cama tinha uns espelhos, a minha cabeça imaginou como seria, ser fodida e poder ver como nos movíamos.
Começaste a beijar-me, os meus lábios pareciam paralisados ao sentir o teu sabor a tua saliva , a tua língua contornava os meus lábios, soltei-me, e intensifiquei da mesma forma, suguei a tua língua .
Depois começaste a beijar-me o rabo , massajando-o ao mesmo tempo que ia sentido a tua língua na minha pele, começava a sentir os primeiros arrepio.
Adoro os teus toques delicados com a tua língua, sentia-me dominada por um desejo enorme que se alastrava por todo o meu corpo, queria que me fodesses.
Deitaei-me de lado , e senti os teus dedos a tocarem -me nos lábios e depois no interior, soltei um longo gemido, já estava a arder de prazer, pedi-te que me tocasses com mais intensidade e comecei a balançar para a frente e para trás , conforme os movimentos que fazias, de encontra o meu rabo sentia o teu pau teso .
Enquanto me mexia já a tua boca estava nas minhas mamas.
Ooooohhhh tãoooooo bommmmm....
Sentia que ia explodir dentro de mim, uma bomba de prazer.
Antes que o prazer explodisse dentro de mim, queria sentir o teu pau na minha boca, o pau estava quente e sabias bem , enchias-me a boca de prazer .
Lambia a cabeça , como se fosse o mais doce dos chupas, ia-te observando enquanto lambia o teu pau, mestavas cheio de prazer, estavas louco..
O teu pau estava tão duro, pedi-te que me fodesses de quatro, queria ser ali a tua cadela, a tua putinha..
-Anda fode-me toda, da-me essa carne, quero comer essa carne, a minha gruta está cheia de fome, da-me prazer, da-me...
Estava já de quatro e tu foste metendo centímetro a centimetro, eu ia soltando gemidos de prazer, sentia-me pronta para tudo, queria que me fodesses até gritar, gritar, gritar.
Sentia-me sensual, desejada.
- Mais ...hummmm....mais
- Fode-me, fode-me, fode-me 
Agarraste-me com força, e fodias-me a cona toda, com tanta força e tão rapido, foda-se que booommm....
Não parava de gritar, os orgasmos era uns atrás dos outros, estava dominada por uma onda de tesão e prazer, que não terminar, não, queria ir até ao limite.
Tu batias encontra o meu rabo, davas-me palmadas, deixavas-me marcada, com calor, e vermelha, mas eu queria, estava a gostar, não sentia dor, só tesão. Empinei mais para cima, para sentir o teu pau a foder profundamente a minha cona sedenta de prazer, estava toma húmida, foda-se molhada molhada molhada...
Num momento único, ouvi-te como nunca, soltas-te prolongado gemido de prazer.
Deixaste a minha cona esporrada, cheia do teu leitinho, misturada com o meu....
Acabamos a noite com um beijo de união do prazer.

Hoje

Hoje apetecias-me mais do que o normal, estavas com um sorriso nos lábios e olhavas para mim enquanto vestia a minha lingerie , estavas atraente.
Virei-me de costas, tu aproximaste-te de mim e beijaste-me o ombro e disseste :
- Estou cheio de vontade de te foder....
De mim saiu um :- Aaaahhhhh simmm fode-meeee....
A tua mão apalpava a minha nádega, ai os teus toques, a vontade que tenho, é impossível controlar.
Sentia-o duro , tão duro, como gosto de senti-lo assim, huuuummmm que tesão me dás...
Abri-te as calças e coloquei-o na minha boca, ouvi os teus primeiros gemidos, mamei, chupei todo o teu tronco, sem esquecer as tuas bolas, onde lambi e mordi, deixando-te arrepiado de prazer.
Levantaste-me e beijaste-me e debruçaste-me sobreo movel , e puseste a mão no meu pescoço, senti entrares dentro de mim num preenchimento total que me fez soltar longos gemidos de prazer, tu fodias-me com força, sempre bem dentro de mim .
Explodirmos um no outro, tão bommmmm, o teu orgasmo intenso rebentou dentro de mim...

terça-feira, 23 de setembro de 2014

- Ajoelhe-se

Ajoelhei-me...
O Mr Blue Eyes já tinha aberto o fecho das calças e estava em boxers , baixou os mesmos , e vi o seu pau teso e hirto , com as veias a engrossarem.
Coloquei-o na minha boca , apoiei rapidamente as minhas mãos no rabo dele. Enquanto chupava , com mais ritmo para fora e para dentro , ele colocou a a mão por debaixo do meu queixo , para poder observar a minha boca a entrar e sair dauqle pau delicioso.
Aumentei o ritmo e parei na cabeça , para explora-la toda ao pormenor, ele mordia os lábios e soltava gemidos profundos 
Comecei a movimentar os meus labios e a minha lingua mais rápido até que ele se imobilizou e encheu-me a boca com o seu leite delicioso.....hummmmmmm que bommmm adorooooo ....
Mandou-me deitar no colo dele, os dedos começaram acariciar-me o clitoris.
Aquele momento deixou-me louca de desejo, de prazer, não aguentei e vim-me...
Estava pronta, o meu corpo chamava por ele para que me fodesse ...
Olhei para o pau dele e tive uma vontade enorme de o chupar, mas ele aproximou-se e começou-me a chupar um mamilo , o formigueiro entre pernas cresceu dentro de mim.
Mr Blue Eyes desceu e foi-se aproximando bem perto do fruto proibido , senti-lhe a respiração, em seguida a pressão suave e quente da boca dele sobre o clitóris.
Enfiou-me a língua mais fundo, abri as pernas, para sentir com mais intensidade,  que excitante, foda-seeee, já estava perdida.
Não aguentava mais e gemi bem alto, enquanto o Mr Blue Eyes me fodia com a língua.
Acariciar-me o clitóris com o polegar e uma onda de prazer tão intensa que o meu corpo foi tomado por um orgasmo total e explosivo a fazer-se em liquido .
- Vira-te - disse o Mr Blue Eyes .
Agora vou foder-te. 
Senti o pau dele a abrir caminho, estava dentro de mim, ia avançado mais dentro de mim e mais, e fui-me soltando, estava num vai vem, num profundo êxtase, o Mr Blue Eyes é intenso, sem palavras para descrever o momento.
Sentia-o perto e juntamente chegamos á explosão .

O teu sexo

A minha boca procurava o teu sexo , os meus lábios tocaram-lhe. e tu já estavas com ele todo teso, ao ponto de crescer ainda mais dentro da minha boca.
Eu chupava-o como uma louca esfomeada , o teu sabor é bom .
Enquanto mamava no teu pau, batia-te uma punheta sem parar , a minha língua insistia em lamber todos os pontos do teu pau , ouvia os teus gemidos de prazer...
O teu pau foi moldado para as minhas mão , a minha língua lambia-o desde a base ao topo e as tuas pernas tremiam.
Tu deixas-me completamente húmida, estavas a chegar aonde eu queria, queria o teu mel na minha boca , queria sentir o sabor do teu sexo .
- Foda-se . 
Ouvi...
Explodiste na minha boca , num gemido cheio de prazer , lambi tudo o que te pertencia, agora era meu, tudo meu...
Viras-te -me , começas-te a acariciar o meu rabo , sentia a tua língua no meu buraco , não havia nenhum sitio por onde não passasses , o tesão dentro de mim subia , só te queria sentir dentro de mim .
E tu insistias em percorrer todos os recantos do meu corpo , arrepios, calafrios , prazer , tudo se apoderava de mim aos poucos.
Estava cheia de tesão por ti , sentas-te-me na tua boca , e ai foi a consumação de algo que crescia dentro de mim, a tua língua rapidamente me lambia , se introduzia dentro de mim, as minhas ancas não paravam , só queria sentir-te ...
Puxaste-me...
E senti a intensidade com que me fodias, tão imensa, só gritava , sentia que o teu orgasmo chegava , com as mãos nas minhas mamas e enquanto te movimentavas descontroladamente , vieste-te mais uma vez sobre uma gemido prolongado e sonoro ...

A tua vontade , a tua força.

Sentia uma vontade violenta de te lamber , de te chupar , queria o teu mel na minha boca , queria saborear o teu sabor .
Sentia-o a crescer na minha boca , observavas-me atentamente enquanto te lambia, conforme eu o enfiava todo na boca , tu soltavas gemidos de prazer, rapidamente comecei a sentir o teu liquido, empurraste-me para a cama e fizeste-me sentar na tua boca, tu sabias que eu adorava , que me lambesses , que eu não resistia á tua língua.As minhas pernas moviam-se na tua boca , quanto mais me mexia, mais vontade tinha de explodir na tua boca , lambias-me avidamente e não consegui resistir-te mais, em muitos gritos de prazer soltei o meu mel na tua boca .
Beijaste-me e lambeste os meus lábios, querias foder-me, querias sentir-me, querias foder a minha gruta apertada.
Estavas cheio de vontade...
Viraste-me de costas e senti o embate das tuas ancas no meu rabo, o prazer de te sentir , os teus gemidos eram sentidos, o meu corpo sentia tanto prazer, mas tanto prazer , numa ultima estocada gritaste , ele tinha chegado...
E eu pedi-te mais e mais, da-me mais, da-me o teu mel para a minha boca ...