Blue Eyes

Blue Eyes

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Noite num motel

Cegamos ao motel, recebes-te as chaves, estacionaste o carro e saímos subimos umas escadas, a porta abriu-se para um quarto, algo chamou a minha atenção, por cima da cama tinha uns espelhos, a minha cabeça imaginou como seria, ser fodida e poder ver como nos movíamos.
Começaste a beijar-me, os meus lábios pareciam paralisados ao sentir o teu sabor a tua saliva , a tua língua contornava os meus lábios, soltei-me, e intensifiquei da mesma forma, suguei a tua língua .
Depois começaste a beijar-me o rabo , massajando-o ao mesmo tempo que ia sentido a tua língua na minha pele, começava a sentir os primeiros arrepio.
Adoro os teus toques delicados com a tua língua, sentia-me dominada por um desejo enorme que se alastrava por todo o meu corpo, queria que me fodesses.
Deitaei-me de lado , e senti os teus dedos a tocarem -me nos lábios e depois no interior, soltei um longo gemido, já estava a arder de prazer, pedi-te que me tocasses com mais intensidade e comecei a balançar para a frente e para trás , conforme os movimentos que fazias, de encontra o meu rabo sentia o teu pau teso .
Enquanto me mexia já a tua boca estava nas minhas mamas.
Ooooohhhh tãoooooo bommmmm....
Sentia que ia explodir dentro de mim, uma bomba de prazer.
Antes que o prazer explodisse dentro de mim, queria sentir o teu pau na minha boca, o pau estava quente e sabias bem , enchias-me a boca de prazer .
Lambia a cabeça , como se fosse o mais doce dos chupas, ia-te observando enquanto lambia o teu pau, mestavas cheio de prazer, estavas louco..
O teu pau estava tão duro, pedi-te que me fodesses de quatro, queria ser ali a tua cadela, a tua putinha..
-Anda fode-me toda, da-me essa carne, quero comer essa carne, a minha gruta está cheia de fome, da-me prazer, da-me...
Estava já de quatro e tu foste metendo centímetro a centimetro, eu ia soltando gemidos de prazer, sentia-me pronta para tudo, queria que me fodesses até gritar, gritar, gritar.
Sentia-me sensual, desejada.
- Mais ...hummmm....mais
- Fode-me, fode-me, fode-me 
Agarraste-me com força, e fodias-me a cona toda, com tanta força e tão rapido, foda-se que booommm....
Não parava de gritar, os orgasmos era uns atrás dos outros, estava dominada por uma onda de tesão e prazer, que não terminar, não, queria ir até ao limite.
Tu batias encontra o meu rabo, davas-me palmadas, deixavas-me marcada, com calor, e vermelha, mas eu queria, estava a gostar, não sentia dor, só tesão. Empinei mais para cima, para sentir o teu pau a foder profundamente a minha cona sedenta de prazer, estava toma húmida, foda-se molhada molhada molhada...
Num momento único, ouvi-te como nunca, soltas-te prolongado gemido de prazer.
Deixaste a minha cona esporrada, cheia do teu leitinho, misturada com o meu....
Acabamos a noite com um beijo de união do prazer.

Sem comentários:

Enviar um comentário