Blue Eyes

Blue Eyes

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Da-me prazer

Excita-me o jogo de personagens. Numa noite já passada noite apeteceu-me ser o que ele quisesse que eu fosse. Ora puta... ora cadela...todas as personagens que ele quisesse.
Fomos para um Motel.
A noite já ía longa e estacionamos o carro na garagem da suite. Subimos...tirando a roupa um ao outro. De lingerie preta que me pronunciava as formas. Sentia-me poderosa, num jogo de sedução e sem pressas.
Consciente de cada parte do meu corpo, exibia-o... exibia-o para ele. Todo o ambiente excitava-me. As luzes, o filme de sexo que estava a dar na tv.
Saber que aquele era um espaço para foder, como se o eco dos gemidos de prazer se mantivesse entranhado nas paredes.
Eu queria-o... ele queria-me... louco de tesão. Deixava-o louco. Eu sabia!
- Este espaço excita-me... vou fazer desta noite, uma noite inesquecível.
Sentei-o no sofa erotico que existia e disse:
- Toca-te. Quero vê-lo crescer na tua mão enquanto olhas para mim...
Sem desviar os olhos dele sentei-me na extremidade da cama, em frente a ele,  de saltos altos, pernas fechadas, de uma forma elegante. Mãos nos joelhos, lançei os cabelos para trás das costas. Fiz deslizar as mãos pelo meu corpo, abrindo as pernas e com isso a visão que ele tinha para a minha cueca preta transparente, cujo brilho deixava transparecer o quanto eu já estava húmida e excitada...
Num gesto lento abri o soutien, deixei cair lentamente, os meus mamilos duros deixaram-no louco. Eu tocava neles com sensualidade, estavam tesas de prazer. Os olhos do Mr Blue Eyes estavam em chama... 
Ele estava com vontade de o enterrar em mim. Eu estava a gostar de ser observada. Coloquei-me de gatas, com os joelhos na extremidade da cama, virei o rabo para ele. Olhei nos olhos através dos espelhos e num gesto de provocação dei umas palmadas em mim própria.
- Gosta de umas palmadas? hum... saíste-me uma bela puta, sabes? Sabe que eu vou enterrar todo dentro de ti, não sabes? A puta está a pedi-las...
Sem dizer nada, fiz deslizar a cueca, parei por alguns instantes na linha abaixo das nádegas. Demorei enquanto  mostrava-lhe os meus dedos a descobrirem todos os caminhos do prazer... movia-me como uma cobra, abrindo-me toda para ele.
- Quero que o enterres todo dentro de mim. Quero agora!
Mr Blue Eyes não se fez de rogado. Mais teso do que uma pedra enterrou sem pena ou perdão.
- É caralho que quer a puta. Eu tenho aqui para ti. Agarrou-me nas ancas de forma firme, de vez enquanto dava-me umas valentes palmadas...
Eu gritava a cada uma...
- Aiiiiiiii sim caralho, quero mais...
- A cadela quer mais? Ai cadela que eu fodo-te toda! Tens a puta da mania, mas gostas é de levar com ele... sua puta.
Puxou-me para fora da cama, encostou-me à parede. Fez roçar os meus mamilos no espelho. Arrepiei-me ainda com o ardor nas nádegas devido à palmadas.
Afastou-me as pernas. Agarrou-me no cabelo puxando a cabeça para trás, onde me disse ao ouvido.
- Deu-te gozo ver-me a ficar cheio de tesão a olhar para ti não foi?
Provocaste-me neste jogo de sedução... Agora é a minha vez. Vou lambê-la esta cona e depois vou fode-la como uma cadela.
Senti-me dominada por ele. As minhas pernas tremiam e o meu coração ficou acelerado.
Sobretudo quando senti um lenço que me vendava os olhos e algo que me apertava o pescoço. Senti uma palmada. Senti os meus mamilos apertados entre os dedos, dirigidos para o espelho. Senti arrepios nas pernas. Deu-me mais palmada. Senti a língua a entrar na minha cona...
- Aiiiii foda-se, que bommmm...
- Geme cadela, geme... queres o meu caralho não queres... vais ter de suplicar por ele... como fazem as cadelas... de 4.
- Aiiiii fode-me... estou a escorrer... quero esse caralho enterrado em mim...
- Queres puta, queres... toma... Vais ter de o chupar de joelhos...
Isso... és mesmo uma cadela com cio. Foda-seee. Devagar senão fazes-me vir com a boca e eu quero foder-te toda!
Senti aquele pau duro na boca, agarrava-o firmemente nas minhas mãos. Apertava, batia, lambia, num jogo de poder e submissão. mamei-lhe o caralho, lambi-lhe cada uma das bolas.
Sentia-me muito excitada. Sentia-o duro, teso como nunca. E queria ser fodida, bem fodida...
Mr Blue Eyes adivinhou o meu pensamento.
- Quero-te de 4 cadela. Vou-te foder essa cona. Estás com o cio... Sinto-te o cheiro.
Senti aquele caralho a encostar e entrar, enquanto os dedos me estimulavam os clitóris. Eu queria mais. Sentia uma tensão de desejo. Estava tão excitada que queria mais... 
- Queres que o enterre todo minha cabra. Vou-te foder esta cona toda minha puta.
- Foda-seeeeee, que bommm, estás toda molhada minha puta, tens o caralho todo lá dentro... Aiiiii que cadela... Foda-se... que tesão...
- Gostas minha puta, gostas que te foda esta cona toda? gostas?
- Aiii, fode-me, não pares, não pares, fode-me, fode-me da-me prazer, dá.
- Hummmmm não aguento mais... aiiiiii... vou-me vir... aiaiiaiaiaiaiaiiiiii
-Vem-te puta, vem-te... que eu vou-me esporrar todoooooooo.

Sem comentários:

Enviar um comentário