Blue Eyes

Blue Eyes

domingo, 12 de outubro de 2014

O jogo do prazer

Aproximou-se....
Respondeu ao meu chamamento. Deliciei-me, tocando-me, suplicando pela presença dele.
Aproximou-se, agachou-se junto de mim e disse:
- Queres-me?
Todo o meu corpo estremeceu, estava completamente absorvida pelo jogo de sedução, ele mexe comigo, estava perdida.
- Sim quero-te… muito…
Mr Blue Eyes levantou-se e sentiu as minhas mãos a invadirem-lhe o pau, estava cheio de tesão, tirei-o todo para fora e levei-o à boca. Mordia, lambia e chupava aquele pau... estava molhado, estava excitado....
Ficava cada vez mais excitada, sentia-me no céu.
Queria faze-lo sentir uma mistura de dor e prazer, experimentou as minhas unhas a marcarem a pele, os arranhões iam deixando a minha marca, ele não se importava, pelo contrario, gemia de prazer, ficando ainda mais com mais tesão. se importava pois merecia o castigo. 
Sentiu a minha língua a percorer-lhe o pau, as bolas, os mamilos... Contorcia-se todo.
Gemia ao sentir o calor da minha língua alheia a atacar a cabeça do pau. Lambia e brincava com ele, provocava-o constantemente, saboreava cada pedaço, estava louca e massajava as bolas num jogo de dedos.
Estava a sentir a língua a percorrer-lhe a pele do pau teso, tocava-lhe na fenda, beijava-o, enchendo-o de luxúria.
Devorava-o de uma forma felina, fazia-o aparecer e desaparecer no interior da minha boca.
Começou a contorcer-se devido ao prazer que lhe estava a dar, que broche maravilhoso...
Cheio de tesão agarrou-me na cabeça, acompanhando aquele vai vem de prazer durante alguns segundos, para trás e para a frente, sentiu os meus lábios quentes a deslizarem pelo pau...
Subi na direcção da boca, beijei-lhe.... estava completamente molhada e excitada.
Necessitava de acalmar o fogo que tinha dentro de mim. Beijo-o ardentemente, mergulhava-me no labios dele, provava o sabor da  língua. Chupei-lhe os lábios e toda a saliva que da boca.
Mr Blue Eyes virou-me, agarrou-me nas mamas, puxou-me contra o corpo dele. Sentiu-me molhada, a minha gruta estava inundada de excitação. Invadiu-me o pescoço com chupadelas prolongadas, beijos molhados e pequenas dentadas nos ombros.
Os dedos acariciavam e apertavam os meus mamilos tesos e excitados, estava ofegante, todo o meu corpo vibrava de tesão.
Colocou-me uma mão nas costas, levou-me a apoiar de braços abertos na parede, abri ligeiramente as pernas, estava pronta para o receber.
Afastou-me uma das nádegas e fodeu-me por trás, de uma estocada só. A minha gruta estava completamente encharcada, o pau do Mr Blue Eyes deslizava sem dificuldade, uma penetração rápida que me fez gemer de prazer. Presenteou-me com um habitual vai vem de prazer.
Fodia-me com agilidade, num ritmo certo, saboreando o momento. Fazia aparecer e desaparecer o  pau duro de dentro de mim.
Pedia-lhe para não parar...
Tentava controlar a respiração, estava prestes a explodir como um vulcão.
Eu forçava o corpo a embater contra o pau teso, queria mais fundo. Mr Blue Eyes deu-me uma palmada no rabo, bem assente na nádega direita, depois outra mais forte e ainda uma outra que me fez gritar de intensidade ao ponto de começar a tremer das pernas.
Estava farta de ser submissa naquele jogo, estava na hora de foder, agora ia ser à minha maneira.
Obriguei o Mr Blue Eyes a sentar. Subi para cima dele, abri bem as pernas, sentei-me no pau. Brinquei com ele durante alguns segundos, para a frente e para trás, provocando-o, sentindo o pau e as bolas a roçarem nos meus lábios da minha gruta.
Apimentei o jogo....
Levantei-me um pouco, fazia bater com as minhas mamas na boca do Mr Blue Eyes que as lambia. Levo uma mão atrás das costas e agarro-lhe no pau teso colocando-o em posição, baixei-me lentamente até sentir a ponta encostada na minha gruta encharcada.
Enterrei-o na minha cona de forma intensa, cavalguei durante alguns minutos em estocadas ritmadas, o tesão percorria-me todas as veias do corpo.
Os corpos transpiravam odores que se misturavam com perfume, sentia as mãos fortes a segurarem as minhas nádegas, os meus seios, um turbilhão de prazeres.
No escuro procurou-me a boca, beijando-me, a deliciar-se com o sabor dos meus lábios. Estava encantada, queria aproveitar ao máximo cada segundo. Abrandei o ritmo por uns segundos deixando prolongar o prazer, sentindo o pau teso dentro do meu corpo.
Mas rapidamente o vai vem recomeçou, primeiro uma estocada, depois outra e mais outra, aumentando a intensidade da foda, estava tão descontrolada, tão louca, cheia de tesão ...
O coração batia desenfreadamente enquanto agarrava-me com unhas e dentes ao pescoço do Mr Blue Eyes.
Deliciei-me a cada penetração, queria mais, gemia que nem uma puta, sentia  choques vibrantes até não aguentar mais, senti um forte calor no interior do meu corpo.
Não consegui aguentar e numa onda de prazer vi-me deliciosamente, produzindo um gemido perceptível, contraindo todo o meu corpo em sucessivas convulsões, o calor  percorria-me o interior.
Quando me apercebi que o Mr Blue Eyes não iria aguentar muito mais tempo agarrei-o e envolvi o pau com a minha boca esperando pelo quente leite que iria sair.
Aproveitei para saborear aquele pau até ser inundada pelo leite escaldante do Mr Blue Eyes.
Engoli tudo o que deitou cá para fora, mereci tudo.
Agora sim estava satisfeita...

Sem comentários:

Enviar um comentário