Blue Eyes

Blue Eyes

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Provo de dou a provar

A tua língua provoca uma tortura indecente.
Desce na pele do meu pescoço, prova a suavidade da minha pele quente
A viagem do desejo que alimenta os teus sentidos.
Avanças e provas os meus mamilos. A saliva quente da que saí da tua boca faz tremer a pele, arrepio-me...
A tua língua devora as curvas do meu corpo. Impões o ritmo desta dança junto às minhas ancas.
O teu apetite aumenta e os meus lábios abertos pedem mais do que a tua boca. A minha respiração descontrolada e as minhas entranhas explodem nos dedos que penetram a carne encharcada. Ofereco-te o calor da minha boca. Devagar, a cada toque delicado da tua língua.
Sente-se tão bem o fogo que arde por dentro...Forte, a cada beijo que devora.
Provo o leite do teu desejo, o gozo e a explosão.Provo a matéria da tua fome e da tua vontade
Um final que satisfaz.

Sem comentários:

Enviar um comentário