Blue Eyes

Blue Eyes

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Soltas gemidos

Despi-te, deixando apenas o teu fio dental azul e a meias ligas pretas que trazias, das-me um tesão do caralho.
Pedi-te para fechares os olhos e juntares os pulsos atrás das costas.
Coloquei-te as algemas e ao sentires o frio do metal abriste subitamente os olhos.
Ouvis-te um click do fechar das algemas. Ficaste claramente excitada com este momento.
Sentias-te a minha escrava, limitada nos movimentos.
Comecei a tirar a minha roupa, e deitei-me na cama. Olhas-te e viste o meu caralho rijo de tesão, ficaste louca, sentia a tua humidade...
A tua cona estava quente e húmida, ardia em desejo e o teu corpo já estava descontrolado.
Subiste para cima dele e sentaste-te sobre o meu caralho, enterraste-o todo, foda-se que tesão... ahhh minha puta...
Soltaste gemidos e gritos ao sentires o meu caralho a enterrar-se em ti. Foi então que começaste num vai-e-vem continuo com o intuito de satisfazer a tua cona.
A cama rangia violentamente e o prazer era tal que não conseguiste resistir muito tempo, irias vir nos próximos segundos, senti a tua respiração a ficar cada vez mais ofegante.
O meu tesão era enorme, estava a ficar descontrolado, e tu passados breves segundos o teu corpo começou a tremer acompanhando as contracções da tua cona no preciso momento em que eu também me esporrava todo bem dentro de ti.

Sem comentários:

Enviar um comentário