Blue Eyes

Blue Eyes

sábado, 27 de dezembro de 2014

Provar o prazer

Quero-te!
A tua pele humedecida, a tua boca a beijar-me, as trincas no meu pescoço, e, as tuas mãos a acariciat todo o meu corpo, pegas-me e deitas-me...
A tua boca, o meu o corpo, os teus dedos que moldam...
Fico louca...
A tua língua entra dentro de mim, gemo, sussurro-te...
Sinto um dedo a entrar, e, mais outro...
É a loucura dentro de mim...
E, a tua boca que não para, e, a tua mão que me faz vir, e vir...
Chega a minha vez e...
Vou percorrer o teu corpo com os meus dedos...
O teu sexo já esta teso e duro...
Já o sinto nos meus seios, mas a minha boca vai descer, ate que chego ao teu sexo...
Que tesão, que duro!
Huuummm...
Como eu gosto, abocanho-o, é meu!
Gemes!!!
Em vai e vem...
Vou massajando com a boca, mordo, lambo, sinto-lhe o pulsar, ferve-lhe o sangue...
Sento-me em cima dele...
Entra carne dentro de mim...
Huuummm...
Vou dançando em cima dele, cavalgo em cima de ti...
Já depois de alguns orgasmos sentidos, cavalgo ainda mais veloz...
Gemidos nus...
Corpos delirantes...
Respiração sem limites...
Até ao êxtase.,
Unidos como serpentes.
Montarei no teu corpo, faminto do meu...
Sente-me o orgasmo!!
Eu quero-te dentro de mim...
Deliras...
Trincas-me de desejo!!
Quero sentir-te a vir, assim louco!
Doido de tesão...
Vou dançar-te no teu corpo ...
Vou sentir o teu sexo ...
Os meus olhos pedem a visão, o sexo.
Vou chupar-te, vou lamber-te, vou provar-te!!
E vais Foder-me!
Com movimentos loucos...
Frenéticos ...
E...
Como sabe o que eu quero,
A tua carne entra dentro de mim, fode-me!
Possuis-me!
Comes-me!
Fodes-me!
Desalmadamente...
Juntamos fluidos,
Quebramos desejos ...
Tesudos um do outro...
Entras-te todo dentro de mim ...
Fazes-me tua ...
Enlouqueço, como há muito não acontecia ...
Vim-me, loucamente aos teus desejos !!
Vai queimq este desejo...
Vai queima-te dentro de mim...
Vai...
Rasga-me lentamente num vai e vem.
Já me sinto a vir novamente...
Sentes-me o meu tesão...
E,
Das-me mais umas estocadas divinas...
Fazem-me gemer loucamente!
Um tesão mutuo apodera-se de nós,
E,
Vimos-nos numa doideira única,
Tão desejada!
Tão nossa...

Sem comentários:

Enviar um comentário