Blue Eyes

Blue Eyes

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Tocar-te

Apeteces-me, apeteces-me sempre.
Quero-te...
Tocar-te de leve e suave.
Apeteces-me tanto.
Não resisto!
Toco-te...
As pontas dos meus dedos, sobem no interior das tuas coxas.
Afastas as coxas.
A minha mão passeia entre elas.
Acaricio de leve...
Soltas um gemido.
Continuo o meu percurso.
Gemes mais alto.
Continuo, tremes...
A minha língua entra e sai de ti, docemente.
Continuo o meu jogo.
Gemes.
Agarro nos teus seios e aperto-os docemente.
Brinco com os teus mamilos, a minha língua entra no jogo do vai-e-vem. 
Dou-te os meus dedos para chupares. 
Gemes... Tremes...
Tem calma, meu amor.
Roço nas tuas pernas.
Desejas, sei que desejas...
Possui-me – pedes tu. 
A nossa dança torna-se frenética.
Transformamo-nos num vulcão de lava quente...
Os nosso corpos tremem na explosão conjunta...
E as nossas línguas misturam-se encharcadas de volúpia. 

Sem comentários:

Enviar um comentário