Blue Eyes

Blue Eyes

terça-feira, 31 de março de 2015

Momentos prazerosos!

Mergulho de cabeça.
Deixo que o fogo queime o meu sangue. O nosso sangue.
Que o suor me lamba a carne. 
Profana luxúria. 
Sem arrependimentos.
Este pecado.
O prazer de carnes amassadas por desejos. 
Perco-me, irresistivelmente pelo prazer. 
Vigorosamente ereto.
Nas sombras...
As carnes saciadas.
Corpos explorados, contemplados por gestos principais...

Sem comentários:

Enviar um comentário