Blue Eyes

Blue Eyes

domingo, 22 de março de 2015

O teu sabor fica-me na boca

Depois de te beijar no canto da boca...
A maciez dos nossos lábios juntam-se... vais olhar-me.
Ninguém te beijou assim.
Vou seguir o contorno da tua boca.
Vais fechar os teus olhos e deixar-te levar pela vontade de experimentar mais... Sempre mais....
Vou ajoelhar-me à tua frente.
Vou silenciar-te suavemente com beijos nas tuas pernas.
Mil sensações...
O teu coração dispara.
As tuas pernas não param de ondular.
A vontade, o desconhecido.
Tudo atrai...
Levanto-me, preciso de te beijar.
Acaricio-te...
Massajo-te.
Deixas sair gemidos.
Toco-te nos teus seios.
Os teus mamilos duros anseiam pela minha boca, e tu sabes disso. Começo por lamber os contornos dos mamilos.
Tu queres... queres mais, muito mais.
Beija-me...
Dás-me prazer em te sentir assim, perdida, louca, cheia de tesão.
Aperto as tuas mamas como quem morre de fome e irei chupá-las.
Sentir duras e suaves.
E depois saborear-te o salgado...
Vou mamar-te sem pudores...
Irás gemer sem vergonhas ao sentires a minha boca a devorar o teu corpo, a tua carne, a tua gruta.
Não paro!
Suplicarás por mais.
Insiro um dedo dentro do teu cu apertadinho...
Gritas e gemes como uma putinha...
Chupo-te, toda...
SIM! Gritas.
Abro-te os lábios, enquanto mantenho a outra nas tuas mamas e toco-te com a língua no clitóris.
Tocar-te assim...
Tu já não estás em ti, gemes cada vez mais alto.
A minha língua rija abranda, abre-se para ti e suavemente lambe-te desde o clitóris ao ânus.
Queres mais.
Penetro-te então repetidamente, o mais fundo que consigo.
Sinto-te a desfalecer.
Estas entregue, solta.
Mordes os lábios, reviras os olhos, entregas-me a cona, abrindo as pernas.
Queres que te encha.
Pedes. Atreves-te. Fode-me.
O orgasmo está perto...
As paredes do teu corpo contraem-se e apertam-me.
Massaja-te o clitóris e lambo-te aquele pedaço carne quase submerso em líquidos.
Gosto do teu sabor.
Quero que te venhas na minha boca...
E tu vens-te.
Apertas-me no meio das tuas pernas que tremem, os teus olhos perdem-se por outros mundos.
Transformas-te em gemidos profundos e intensos.
Eu continuo.
O teu sabor fica-me na boca, o teu cheiro nas mãos e nada mais.

2 comentários:

  1. Hum adorei todas imagens e o texto delicioso

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada deisinha...
      ainda bem que gostaste dos nossos textos.. dos nossos episódios
      Bjs Blues

      Eliminar