Blue Eyes

Blue Eyes

quarta-feira, 4 de março de 2015

Satisfeitos

Nús, perto um do outro, tão perto que consigo sentir o teu calor.
A tua mão não toca no meu seio, mas arrepia-me, faz-me ficar com pele de galinha.
Desesperada, o meu desejo por ti.
Gostas de ver o meu longo prazer enquanto me tocas calmamente entre as pernas e eu, completamente rendida, abro-me para ti, mostrando-te que sou a tua fêmea.
Sinto-me a arder.
Sabes fazer-me perder a cabeça...
Sabes fazer-me sentir a tua presa.
Gemo baixinho...
Quero o teu pénis erecto, quente.
Sou gulosa!
Os teus dedos a tocar no meu clítoris, devagarinho,..
Com a outra mão apertas-me um mamilo.
O teu pénis erecto, os teus dentes no meu pescoço, os teus dedos entram em mim, fundo, mexem-se dentro de mim.
Gemo de prazer.
Deixa-me mais excitada!
Puxas-me para ti e beijas-me.
A tua boca na minha faz-me perder as forças nas pernas.
Afastas-me as pernas, beijas-me o queixo, o pescoço.
A tua boca grande grandes bocados de mim enquanto me beijas.
Mordes, lambes, vais descendo até fundo da minha loucura.
Afastas as minhas pernas e, de joelhos entre elas, cheiras-me, conhece-ses o meu prazer, o teu nariz quase a tocar na minha humidade, o teu respirar quente, a ponta da tua língua a roçar de fugida.
Arqueio o meu corpo...
A tua língua entra dentro mim, quente, dura, hirta.
Lambes-me devagar, como se estivesses a comer um gelado.
Puxo a tua cabeça para mim, é tão bom!
Dás-me fome de ti.
A tua erecção seduz-me, hipnotiza-me.
Não suporte o 69 porque não me consigo concentrar no prazer que te dou, e é isso que me dá mais prazer a mim.
Deito-me ao teu lado, a cabeça no teu colo, a tua cabeça ao alcance da minha boca.
Abro-a o suficiente para te deixar entrar.
Quero dar-te um gosto especial.
O cheiro do teu pénis e dos teus testículos é doce...
Tenho-te na minha boca.
Enrosco a minha língua à tua volta e tu estremeces com este primeiro contacto. Gemes por um momento...
Sinto-te a pulsar dentro da minha boca.
Chupo a tua cabeça.
Sento-me em cima de ti, o teu pénis penetra-me milímetro a milímetro, enquanto me beijos.
As tuas mãos tocam nos sítios banais e excitáveis do meu corpo.
O calor da tua respiração é suficiente para me fazer suspirar.
Sinto-te tão apertado dentro de mim e à medida que entras das-me um prazer tão intenso que derrete-me.
Tenho todo dentro de mim...
Fico quieta por um instante, para sentir o teu calor, a tua força, a medir-te em mim.
Faço círculos com o corpo para poder roçar-me toda em ti.
Agarras-me uma das tuas mãos no meu clítoris fazes-me perder a noção de tudo, quero esfregar-me nessa mão, quero vir-me nessa mão, no teu corpo. Penetras-me rápido e com força.
O meu orgasmo prolongar-se e multiplicar-se.
Provocas-me tantos orgasmos.
Um prazer tão sublime, acompanho-te no teu ritmo firme, rápido e fundo.
Próximo do orgasmo e eu venho-me mais uma vez...
Logo depois ouço o teu gemido longo e  vens-te dentro de mim...~
Sabe bem sentir-te relaxar ao meu lado, os dois ofegantes, a sorrir, os dois satisfeitos.

Sem comentários:

Enviar um comentário