Blue Eyes

Blue Eyes

terça-feira, 30 de junho de 2015

Porque nada faz sentido sem fogo!

Quero...
Sentir o teu fogo...
Ter-te até à última gota.
Perder-me e achando-te...
Achando-me enquanto me perco em Ti...
Nos teus desejos e nas tuas loucuras.
E... dividir multiplicando o nosso prazer.

Tentação

Que me faz querer perder o controle...
Que me faz querer pecar... pecados sonhados que fecho trancados na minha imaginação.
Doces pecados que chamam a todo o instante por mim.
Pedidos e desejados...
Sentimento de perdição com doce sabor de intenso prazer.
Tentas-me sem me tentares... tentas-me quando te tento.
E fazes me querer ainda mais sentir o gosto desse doce veneno que sei espera por mim...
Perco-me nas sensações!
Perco-me e quero que me aches mergulhando dentro de mim...

Deixa a tua semente!

É quase uma febre!
É um chamamento doido.
É um querer sem sentido...
É um desatino!
É uma quimera... mas sei que está ao alcance...
É fome!
É sede!
É gula!
É vontade... muita vontade!
É tesão!

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Com vigor

Um sábado à noite com um casal muito atraente e simpático...
Tira-mos os 2 caralhos para fora e elas começam a mamar alternadamente... Os dois caralho rapados e grossos.... Fazemos um grande minete, devagar e de um modo esfomeado...
Deixar o grelo daquelas loucas bem molhadinho, bem tesudo.
Quer o pau na boca, ela mama e mama.
Aquelas duas mulheres com o cio vem-se abundantemente.
Beijo-a... Pedem para serem montadas..
De quatro recebem os dois pedaços de carne...
Com toda a força e vigor.
Estamos quase a explodir...
Damos-lhe uma bela leitada nas mamas...

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Imaginem

Miss Blue Eyes ficou de quatro no chão virada para mim.
Quando a vi naquela posição, o meu pau parecia que ia explodir, pois ela tem um rabo lindo e com o fio dental todo enterrado, imaginem?!
Tentei controlar-me ao máximo, mas não resisti e fui para o chão e agarrei-a por trás, beijei-a na nuca e esfreguei o meu pau naquele rabo lindo.
Ela começou a gemer deixando-me ainda mais maluco.
Abaixei a cabeça e puxei o fio dental para o lado e meti a língua naquela coninha linda fazendo a Miss Blue Eyes gemer de tanto tesão.
A língua brincava entre a coninha e o cuzinho.
Uma sensação de “pecado” que provocava tanto tesão.
Eu ali a meter a língua ora no cuzinho ora na coninha.
Não resisti mais e abri as calças e meti o pau para fora e mandei-a mamar.
Ia à loucura!
Não passou 5 minutos e esporrei-me na boca dela, ela engoliu tudo. 

Sincronizados

Tirei o meu vestido e sentei-me em cima do colo do Mr Blue Eyes, estava só com uma cueca fio dental. Senti o pau dele crescer debaixo de mim.
- Vê bem…
Colocou o pau dele para fora, erecto.
Puxei a minha cueca para o lado e mostrei minha rata.
– Estás a ver? Ela está ansiosa para ser bem fodida.
Vem cá… Sente como ela está molhadinha...
Estou louca de tanto desejo…
Mr Blue Eyes meteu o  pénis dentro de mim. Beijou-me na boca de forma intensa. Brincou com a ponta da língua nos meus seios, depois pegou-os com as mãos e começou a beijá-los, a chupá-los, quase mesmo a sugá-los para dentro da boca.
Era tanto desejo que eu sentia,  queria aquela foda, nesse momento eu já estava a ter meu primeiro orgasmo.
Ele notou que eu estava completamente molhada. Os movimentos ficaram mais sincronizados e nossos corpos ficavam cada vez mais juntos.
Continuou a penetrar-me, chamando-me nomes e suspirando. 
Fodia a minha rata, segurava-me pelas ancas e dizia: “Sua putinha deliciosa! Toma todo o meu pau, toma!
No movimento de vai e vem, até que ele gritou: “Ahhhhh. Estou quase… Quase… … Huuummmm…” E senti ele tremer, e aexplodir todo aquele leitinho dentro de mim... hummm que calor... que foda.

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Foder na rua, em cima do carro

Sexo na rua, além de emocionante da um tesão maravilhoso!
Começamos a beijar enlouquecidamente, ele passava a mão pelo o meu corpo.
Agarrava nas minhas mamas, e chupava com gula, hummmmm...
Fico cheia de tesão.
Coloca-me no capo do carro, abriu as minhas pernas e começa a lamber a minha gruta, que estava molhadinha de tanto tesão.
Lambeu varias vezes a minha gruta, e depois dedicou-se ao meu clitóris, fazia-me gritar de prazer.
Depois lambeu o meu cuzinho, hummm que bommmm, adoro...
Não consigo controlar e grito!!!!
Já sem controle, deito-me no carro, ele abre-me as minhas pernas, e com meu grelo na boca dele enfia os dedos dentro de mim...
Vai aprofundando as carícias deixando-me louca!
Levanto-me e volto a beija-lo.
Prendo com as minhas pernas, enquanto os dedos dele ainda estão dentro da minha gruta onde tira e mete ...
Fazia-me contorcer e gemer de tanto prazer!
Apoiou-se no carro e oferece-me a piroca gostosa e dura.
Começo a mama-lo todinho, com o tesão crescer dentro de mim, vou chupando e dou umas mordidas, huummm adoro.
Percorro a minha lingua das bolas até à cabeça, vou chupando, mordendo, divertindo-me sem deixar de tocar uma punheta gostosa.
Sem deixar que eu termine, coloca-me de quatro e começa a foder minha gruta com estocadas fortes e rapidas.
Aaahhhhh ele fode-me toda... sem parar... dando-me orgasmos atrás de orgasmos.
Estou a ferver, encharcada, viro-me para ele, e penetra-me com força, até que se esporra todo dentro de mim.
Fico toda encharcada e satisfeita com a bela foda fora do carro.

Deliciosamente

Chamei-o com meu dedo para entrar...
Ele, caminhava lentamente na minha direção, fazia-me estremecer, queria ser agarrada.
Ele chegou bem perto, com olhos dele nos meus, colocou as mãos na minha cintura e acariciou-me.
Fechou a porta.
Vira-me contra a porta. Beijou-me.
Um beijo molhado, quente, língua gostosa, foi um beijo maravilhoso.
Já podia senti-lo, o membro do Mr Blue Eyes estava duro.
Ele vira-me de costas conta a porta, passou as mãos nas minhas pernas, sobia o meu vestido enquanto beijava as minhas pernas .
Deixou-me louca!
Suavemente beija os meus seios...
Abri as calças dele, enquanto beijava-lhe o corpo.
Eu queria ser penetrada.
Ele estava pronto, duro e pulsante, senti-o todo na minha boca até a garganta, eu estava gulosa.
Que prazer maravilhoso!
Virei-me de quatro, queria ser bem penetrada, encostei a minha cara ao colchão , ele ficou olhar para mim, naquela posição, toda exposta.
Penetrou-me bem fundo, todo o seu caralho estava a ser engolido pela minha cona.
Fez-me chegar ao primeiro orgasmo, sem parar continuou foder-me, a fazer-me vir sem parar, orgasmos atrás de orgasmos.
Que delícia...
Fodia com força, e num grito longo ele veio-se, veio-se todo na minha cona, depositando todo o leitinho dentro de mim.

quarta-feira, 24 de junho de 2015

O caminho do prazer

Duas amigas revelam os seus desejos em descobrir o caminho do prazer...
Muito atraente, curiosa, não resisti e acariciei as pernas dela ali mesmo, por debaixo da mesa!
Sentada ao lado.
Suavemente senti então a mão a me tocar também nas minhas pernas.
Decidimos saímos para um canto mais escuro. Já tomadas pelo desejo, trocamos um longo beijo. Senti então uma mão que me levantava a saia enquanto apalpava o meu rabo. Outra mão já tocava-me num seio por baixo de do vestido.
Em retribuição, retirei-lhe o vestido curto, ao mesmo tempo que lhe dava alguns beijos naquele corpo. Não queria mais parar!
Apenas de lingerie, deitamos na cama, e demos um forte abraço e muitos beijos.
Começou a descer no meu corpo, e beijava todos os cantos, deixando arrepiada de prazer.
O meu corpo todo tremia de tanto tesão!
Senti então a língua por cima das minhas cuecas,juntamente com alguma mordidelas.
Sinto as cuecas a serem retiradas e a língua dela deu uma lambidela por toda a minha grutinha, parando no meu clitóris.
Já não aguentava mais, e comecei a vir-me, gritando e tremendo como uma louca.
Tudo de forma tão intensa.
Eu precisava de provar corpo dela.
Ao lado, dei-lhe um beijo, enquanto a minha mão o corpo e chega a grutinha dela. Comecei a acariciar, senti todo o seu tesão na ponta dos meus dedos. Mesmo por cima das cuecas, com aquele tesão todo, retirei-as, queria senti-la toda para mim.
Senti o grelinho a crescer entre os meus dedos. Senti os meus dedos molhados.
Desci, beijei os seios dela, chupei, lambi, e continuei a descer até chegar com a minha língua á gruta molhadina.
Beijei-lhe as coxas, e mordisquei-lhe carinhosamente o grelinho.
Ela ali, com o corpo totalmente relaxado.
Comecei a chupar aquele grelinho delicioso.
Chupei todo o mel que saía daquela mulher. Quando senti que ela ia explodir de prazer, passei os meus braços por baixo das pernas dela, agarrei.a pela cintura e apertei ainda mais, a minha cara, a minha boca contra a vagina. Foi delicioso sentir estremecer e cair diante da minha boca!
Fiquei doida de tanto tesão, gemia que nem uma louca..
Mas que delicia foder aquela gruta com a minha língua...
Gemiamos como umas putinhas com o cio..
Aí fizemos um 69, e eu vim-me na boca dela 2 vezes e ela mais uma em mim e depois ficamos a lamber-nos a gruta uma da outra, até absorvermos todo o nosso néctar que dávamos uma à outra.

Urgências

Sinto a mão dele...
O meu corpo está encostado ao dele e sinto o volume rijo, eu suspiro.
Ele encostou-se ainda mais, sentindo-me por trás, já não posso segurá-lo, e nem a mim, entrego-me aos beijos, não consigo segurar a vontade de o sentir.
Mãos dele são quentes e ágeis. Uma passeia pelas minhas costas e outra pelos meus seios.
Viro-me tirando a camisa dele e beijo-lhe o pescoço. Ele agarra-me pela cintura, abre-me as minhas pernas, e com a mão vai subindo até à minha grutinha, enquanto beija-me os meus seios ainda cobertos pelo vestido.
A boca é deliciosa, a respiração incendeia-me e minha gruta deseja senti-lo bem dentro.
Puxa-me os cabelos, morde-me os seios e eu grito.
As mãos descem e sobem, levantando o meu vestido. Ele beija a minha barriga, e desce as mãos novamente, e tira as minhas cuecas.
Beija-me, mordisca-me, e começa a lamber de uma maneira única.
Eu perco os sentidos e «só quero explodir de prazer.
Aquela boca é tão boa! Eu grito no auge do meu orgasmo e alivio-me.
Sem descanso eu mando-o deitar, preciso de retribuir aquele orgasmo precioso. Tiro-lhe as calças com apetite e aprecio aquele mastro teso.
Começo a chupar-lhe a cabeça, e logo coloco metade na minha boca.
Circulo com a minha língua naquela cabeça deliciosa e depois volto a colocar na minha boca.
Não paro até sentir a esporra, engulo todo.
Tirou-me o vestido e colocou-me de quatro, à cadela como eu gosto, e encaixou o pau na minha gruta húmida. Senti as estocadas, com fúria, o pau todo dentro de mim.
Ele vem-se novamente e em seguida com algumas pinocadas eu estou a explodir deliciosamente, mais uma vez.

domingo, 21 de junho de 2015

Entregas-te

Estas aqui, atrevida e despida!
Sem medidas!
Exactamente como o diabo gosta!
Entregas-te ao prazer.
Porque ver a tua expressão de prazer...
Não tem preço!

sábado, 20 de junho de 2015

E agora...

E de repente dei um beijo. E ela retribuiu, passando as mãos pelas minhas mamas.
Tirei-lhe a roupa.
Deitei-me em cima dela e coloquei as minhas mamas na boca dela.
Ela lambeu e chupou.
Depois eu tirei roupa toda e ela toda também.
Abri-lhe bem as pernas e vi aquela linda gruta.
Passei os dedos no grelinho dela, ela gemia para mim.
Caí de boca na gruta dela.
Enfiava a língua no burraquinho.
Ela levantou-se e beijou-me.
Sentei-me e senti o a grutinha na minha cara.
Depois deitamos e eu encaixei as minhas pernas nas dela.
E começamos a esfregar as nossas vaginas uma na outra, que tesão, que prazer...
Ficamos assim durante uns 10 minutos. 
Depois eu meti o dedo na gruta dela ate sair o néctar, quando saiu eu chupei e depois eu enfiei a minha língua na boca dela dando um beijo bem delicioso.

Ansiosa

Uma sensação entre minhas pernas, percebi que estava húmida, coloquei minha mão na minha grutinha e estava toda molhadinha.
Eu estava tão molhada que minhas as mãos escorregavam nela.
Ao tocá-la, dava-me sensações de querer prazer, gozar,tinha uma necessidade diferente, precisava de uma mulher, para me saciar.
Estava com tanto desejo que não pude me conter mais...
Virei-me -a, acariciei-a, lambia toda a gruta, todo o clitóris era chupado por mim, tão bom, tão doce.
O meu tesão, o meu prazer.
Comecei a passar os meus dedos no meu clitóris, lentamente, a língua deslizava nos lábios carnudos...
O meu prazer foi aumentando, o dela também, acelerei com is meus dedos.
Abri ainda mais as pernas dela, louca para ser devorada.
Não conseguia me conter, o meu prazer e o dela era enorme.
Gemíamos de tesão e prazer.
Estava a ser tão bom, queríamos explodir, já não aguentamos mais.
Eu, louca de tesão, as minhas mãos corresponderem aos meus desejos e aumentaram de velocidade.
Já não conseguia parar.
Quanto tesão, quanto desejo em vir para ela, com um gemido forte, um orgasmo louco explodi, e ela para mim...
O orgasmo dela na minha boca.

O que há em mim

Venho da luxúria, estimular desejos, perturbar pensamentos e incendiar nossos corpos.
Orgias, milícias,  atraída pelo instinto de sexo selvagem.
Sexo é arte, amor é mais que vontade, não escondo a minha sensualidade e e os meus desejos.
Enfeitiço com o meu corpo, deixo dominar, os toques, o delírio dos orgasmos.
A fome, a sede...
Os meus insaciáveis momentos de prazer.
Impulso ou frenesim, todo homem tem de fazer um mapa no meu corpo e percorre-lo lentamente, em cada canto.
Quero sempre mais prazer.

quinta-feira, 18 de junho de 2015

No alvo

Os teus tiros foram bem no alvo, humm.... a textura, meu deus, tão perfeito!!! 

Tenho saudades

Mando-a vestir um vestido curto e vir ter comigo a esplanada. Tou sentado a beber um café, ela chega e senta-se na mesa da frente a beber uma coca cola pela palhinha.
Fazemos de conta que não nos conhecemos, olhares e sorrisos provocantes. ElA cruza a pernas e deixa ver que vem sem cuecas. Lindo. Está de vestido curto e doida.
Os gajos que estão na esplanada não tiram os olhos dela.
Topam que estamos a seduzir-os.
Eu estou de pau feito. Envio um sms: vem atrás de mim.
Ela responde: sim.
Miss Blue Eyes atira-se a mim, -nos, ela tira o soutien e despe-me. Beija-me o corpo todo e roça-se no meu peito.
Começa a mamar-me e olha-me nos olhos, lindo. Passo-me e tiro-lhe o vestido, fica toda nua, toda aberta. Beijo-lhe o corpo, chupo as mamas como ela gosta e começo a mamar o grelo.
Ela aperta os bicos das mamas e esporra-se em minutos. Grita qie nem uma cabra. Atira-se ao meu pau e começa a mamar. Tou quase a vir-me puxo-a para cima e beijo-a.
Digo-lhe: és uma grande puta. és a minha grande puta, e ela responde: sou sim, adoro ser a tua putinha.
- Anda fode-me.
Mamo-lhe de novo a cona e em 2 minutos ela está toda encharcada.
Mando-a cavalgar, ela comanda.
Chupo-lhe as mamas e ela explode.
Beija-me e diz: quero levar com o teu leite nas mamas.
Eu passo-me dou-lhe umas bombadas e umas palmadas no cu e quando me vou esporrar, saio de dentro da minha puta e esporro-me todo para cima das mamas. Fica cheia de leite, esfrega-o no corpo e engole alguma esporra que foi para a boca.
Que loucura, vou ficar com o teu leite até a noite!

No campo

Saímos de casa com sol. Eu de calções e t-shirt. Ela de vestido de verao.
O vestido da Miss Blue Eyes era transparente e notava-se as suas cuequinhas enfiadas no rabo. Comecei a provoca-la, a olhar para o cu dela.
Ela disse: Tenho a rata toda molhada.
Mandei-a tirar as cuecas, e na viagem ela foi esfregando o grelo e tocando nas mamas. O meu pau já estava de fora dos calções.
Parei... e fomos para uma casa em ruínas.
Tirei a t-shirt e a coisa aqueceu, ela sem cuecas nem soutien e com o vestido colado ao corpo. Cu espetadinho, mandei-a exibir-se.
Ela desaperta o vestido e começa a movimentar as ancas e diz:
- É hoje que me fodes no campo?
Baixou-se e começou a mamar no meu pau e a esfregar o grelo.
Lindo.
Puxei-a para cima e deitei-a em cima de uma parede em ruínas. Mamava-lhe o grelo, ela gemia e gritava a com grande a vontade. 
Esporrou-se toda.
- Trata da tua cadela.
Montei-a numa canzana doida, batia-lhe nas nádegas., a cadela estava doida e eu também.Tirei da cona e dei-lhe uma bela esporradela na boca.
Miss Blue Eyes chupou, e chupou, todinho.
Que cenário lindo, molhados, nus, ela cheia de leite nas mamas e a pedir por mais.
Fode-me contra o tronco da arvore, diz ela. Espetei-lhe de novo na cona a canzana, o rego do cu tinha agua de suor.
Estava-mos a foder que nem uns animais...
Foda brutal com gemidos de desejo e tesão...
Que bela foda.

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Uma noite

Somos um casal muito atraente, saímos de roupa informal, eu muito simpático. Ela de mini-vestido e de saltos altos. Mamas médias e rijas. Cu empinado.
Bebemos uma bebida fresca.
A Miss Blue Eyes está toda boa, como sempre.
Ela dirige-se ao wc... e quando sai, já vem toda nua, só de saltos...
Sento-me e ela começa a rebolar a minha frente.
Arrasta-se no chão como uma cadela com o cio.
Tira o meu caralho para fora e começa a mamar.
Levanto-me e deito-a em cima da mesa, abro-a e faço-lhe um grande minete. Devagar e de um modo esfomeado. A minha lingua roçava no grelo dela, deixa-a louca....
Miss Blue Eyes vem-se abundantemente. Beijo-a para ela sentir o sabor do seu nectar.
Levo-a para o sofa E monto-a em cima de mim.
Ela cavalga que nem uma doida. Ela.estremece e vem-se de novo.
Não aguento e esporro-lhe a cona toda.
Tiro-a de cima de mim e fodo-a a canzana com toda a força e dou lhe umas palmadas nas nádegas. Tou quase a explodir novamente...
-Tas a gostar??? Tas a gostar de ser bem fodida???
Ela responde aos gritos: Fode-me..... Fode a tua puta... Enche-me de caralho... Tou quase a vir-me e tiro o caralho da cona e dou-lhe uma bela leitada na cara. Miss Blue Eyes mama tudo...
Exaustos suados.... Ela cheia de leite.... Faz bem à pele....rssss.

terça-feira, 16 de junho de 2015

Tanto tesão

A explodir de tanto tesão.
Miss Blue Eyes sem dizer uma palavra, virou-se de frente para mim, ali sentada de pernas abertas, a provocar-me.
Agarrou-se ao meu caralho, e devagarinho levou o meu caralho á boca dela, a fazer movimentos circulares com a língua, e depois engoliu todo.
Ficou todo escondido entre aqueles lábios maravilhosos.
Estava a delirar...
Abaixei-me e de joelhos tirei-lhe o fio dental, e toda aquela gruta ficou á mostra, toda nua para mim...
Estava toda molhada de tanta vontade de ser fodida.
Levei a minha língua até ao clitóris e ela gemeu, gemeu e gemeu de prazer...
Tinha um sabor especial, lambi muito aquela cona, enfiava a língua dentro daquela fenda.
Decidimos, dar prazer mutuamente, e posicionamos num belo 69.
Miss Blue Eyes abocanhou novamente o meu caralho, eu enfiava a minha língua dentro daquela cona gostosa.
Não demorou muito e senti o corpo da Miss Blue Eyes a contorcer-se de prazer, e num instante o orgasmo explode, fazendo com que ela aperta-se a minha cabeça entre as coxas dela, eu mexo e remexo a minha língua dentro daquele cona, ela sente choques ao sentir a minha língua a lamber o clitóris.
Ela colocou-se de quatro, e eu fui penetrando-a, senti cada milímetro daquela cona, à maneira que entrava dentro dela, bem devagarinho.
Era um vai-e-vem louco, só queria foder, ser bem fodida..
E.... explodi violentamente dentro dela, explodi como se fosse um vulcão.
Ao sentir aquele jacto quente ela ficou ainda mais excitada e freneticamente começou a foder, a mandar o corpo dela contra o meu, sem parar...


Em poucos segundos veio-se de tanto prazer, todo o corpo tremia...

Em simultâneo

No quarto, a champanhe, um copo e um brinde à nossa noite…
Começam a despir-me, é delicioso sentir tantas mãos no meu corpo.
Sou despida e totalmente acariciada, beijada…
Tento também tocar e percebo que a roupa deles também já desapareceu…Vou apalpando, tento orientar-me naquela escuridão…
Fazem-me ajoelhar.
Querem tanto como eu…
Os dois de pé, à minha volta, visivelmente excitados e prontos para serem saboreados…
Vou tocando, hummmmm ... depilado como eu gosto, bem duro, acaricia-me o cabelo enquanto o faço crescer ainda mais na minha boca.
Vou alternando, um de cada vez recebe um broche.
A temperatura está no máximo.
Fecho os olhos e entro em êxtase que nos faz esquecer o mundo e entregar o nosso corpo por inteiro ao prazer…
Sinto as bocas esfomeadas devorarem o meu corpo, as mamas chupadas até ao limite, como eu gosto, uma língua que brinca com o clitóris e um mais guloso que me enche a boca com um pau a rebentar de tesão…
Quero senti-los!
Chega de preliminares e puxo para mim.
- Anda cá penetra-me com suavidade.
O tesão que tenho é demais.
Com as minhas pernas enroladas em volta da cintura dele mostro-lhe como quero, forte, todo dentro de mim!
Digo-lhe que quero de quatro, bem empinada a convidar que me foda toda.
A encher-me totalmente, e ainda tenho à disposição um pau para chupar.
Fica difícil concentrar-me no broche enquanto sou devorada daquela forma...
O meu orgasmo chega com movimentos quase descontrolados e provoca nos meus dois machos o mesmo efeito, ambos explodem, o Mr Blue Eyes dentro de mim, e o outro macho nas minhas mamas, como eu gosto, bem quente.
O quarto é inundado por gemidos intensos…
Delicio-me com dois paus...
Para terminar tenho uma fantasia por realizar.
Fico deitada na cama, os dois à minha volta, peço que se masturbem para mim, quero sentir o prazer de ser literalmente regada com o leite…
Dão-me o que quero, quase em simultâneo…
Sem dúvida, está ali uma equipa perfeita!