Blue Eyes

Blue Eyes

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Desviei o teu cabelo

Desviei o teu cabelo e dei-te um beijo atrás da orelha, soltas-te um pequeno gemido.
A minha mão entrava pelo teu decote e tocava na tua maminha.
O meu pau por trás de ti encostado ás tuas nádegas.
Gemias e encostavas com força, deslizava pelo rego do teu cu e da tua gruta já mollhada.
Gemias...
- Fode-me assim em pé, enterra.
- Quero vir-me já.
Dobraste-te e com o cu todo espetado para mim de pernas afastadas sentis-te a cona a ser aberta pelo meu pau que deslizava dentro de ti.
Gritavas.
- Fode-me caralho, fode-me.
Sentias o meu caralho a foder a tua cona toda, estavas quente e muito húmida.
Dei-te varias estocadas e gritas-te!
- Vem-te...
- Ai, fode-me, fode-me.
- Fode-me com todas as tuas forças...
O tesão era enorme e acelerei.
Dava-te palmadas nas nádegas.
Não aguentei mais e esporrei-me todo dentro de ti.
Foda-se foi demais...

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Feliz Natal ...

O Natal já chegou, e claro vamos deixar o espírito entrar, todo!
Relações sexuais que levem a orgasmos inesquecíveis e mil e uma noites de prazer!!!!
Desejamos a todos os nossos seguidores um Feliz Natal com votos de muita Saúde e Felicidade!
Sejam Felizes!!!!

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Toca-me anda!

Aproximo-me de ti e aprecio os teus lábios sedentos por um beijo.
Começas a percorrer o meu peito lentamente, querias tocar no meu caralho, estava a ficar duro!
O tesão não era só teu mas meu também.
Delicias-te com o calor da minha língua nos teus mamilos, a rodea-los e lambe-los a mordisca-los como tu tanto gostas.
Noto que contrais a cona!
Os teus traços profundos de desejo!
Ordeno-te para abrires as tuas pernas para foder o teu pedaço de corpo mais quente.
Tinhas de ser demoradamente fodida!
Pedes-me algo!
- Quero que me toques!
- Anda toca-me mexe-me nesta cona ansiosa.
 Agarras na minha mão e levas-a até ao meio das tuas pernas e conduzes-a até ao teu clitóris e aí apertas as pernas com toda a tua força.
Fico preso ao teu desejo e acaricio-te devagar e o nossos corpos juntam-se um ao outro.
Muito putinha como gosto.
Sem esperar, ajoelhas-te de uma só vez engoles o meu caralho com suavidade e gentileza, sem pressa.
O prazer que sentias ao devorar o meu caralho, era de mais!
- Quero-te dentro de mim, quero senti-lo bem no fundo!
- Vai, fode-me agora caralho, fode-me!
Aceito o teu pedido, abres as pernas e montas-me.
Fazes um movimento de penetração tão intenso, um sobe e desce, cavalgavas com uma louca, fodias como uma mulher fogosa e tesuda.
Num instante explodes, num orgasmo desgovernado.
Um momento intenso de sexo! Com movimentos lentos e rápidos.
- Vem-te mais, foda-se vem-te caralho deixa escorrer minha putinha.
- Quero sentir bem dentro de ti!
Chegas mais um momento intenso e tu não aguentas mais e vens-te com uma  desalmada.
Cavalgas numa foda cheia de movimentos, bem dentro de ti.
Amo ver-te a contorcer de prazer.
Quero dar-te o meu desejo, o meu tesão, a minha explosão!
Quero-me esporrar todo para ti.
Mostra-me onde gostavas de sentir o teu corpo ser conquistado!
Abres a boca e beijas-me com toda a tua força e desces ate ao meu membro quente e duro.
Começas a chupa-lo bem na pontinha enquanto o acaricias!
Vai ficando cada vez mais quente, mais quente e vejo os teus mamilos ficarem durissimos!
Pedes-me:
- Quero saborear o teu tesão, o teu desejo.
- Enche-me a boca de leite, anda dá-me!
E num instante engoles-o todo.
A tua língua provoca um desejo sem descrição, chupas e lambes.
Não aguento mais e sai de mim tudo aquilo que me provocaste num jacto quente e húmido de prazer bem dentro da tua boca!
Fico sem forças...
E tu não largas o meu membro, ficas a cuidar dele.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Ela provoca

Miss Blue Eyes estava linda, como sempre!
Saiu com um vestido preto, justíssimo, que ficava mais curto a cada passo que dava.
Maldito vestido!
Mostrava todas as curvas e não havia homem e mulher que não olhasse com desejo para ela.
Ela provoca. Gostava de ser desejada!
A vontade era muita... Na frente de todos.
Agarro-a por trás! E encosto-a à parede.
Meto a mão por dentro do vestido e Miss Blues sentiu o toque quente dos meus dedos a apalpar e apertar o biquinho das mamas.
Ela gostou daquilo...
Deslizo a mão para as coxas, levanto o vestido.
Estava totalmente exposta para mim.
Arranco-lhe o fio dental num misto de loucura e tesão...
Parecia a primeira vez que o fazia ! 
A pele dela queimou com aquele gesto.
Sentiu os meus dedos a entrarem na gruta molhada.!
Penetrei-a com dois, três dedos de uma vez num vai e vem enlouquecedor.
Tirei os dedos de dentro dela e coloquei-os na boca da Miss Blue Eyes, para que provasse o seu próprio sabor.
Miss Blue Eyes estava excitada com tudo aquilo! Um tesão enorme.
Estava a ser demais. O tesão aumentava. As pernas dela tremiam.
Levemente abriu as pernas para senti-lo. Queria senti-lo.
Precisava de ser fodida.
Encaixei-me nela, esfreguei o meu pau rijo. O meu tesão parecia ferro!
Abri as calças e o caralho saltou para fora...
Esfreguei, esfreguei...
Dei-lhe um beijo quente, molhado, daqueles de puro tesão!
Miss Blue Eyes, deixas-me deixa louco!
Louco!
Agarrou-me pelos cabelos e beijou-me ansiosa.
O desejo precisava ser saciado o quanto antes.
Pressionada contra a parede, meti-lhe todo na cona com força.
Estava húmida e quente. Gemia... Metia cada vez mais, deslizava dentro dela. As alças do vestido caíram, e sem soutien as mamas ficaram livres.
Isso deixou-me louco de tesão.
Baixei a cabeça para chupar aquelas mamas, enquanto continuava dentro dela a sentir todas as suas contrações.
Que sensação maravilhosa!
Queria ir cada vez mais fundo...
Estava quase a esporrar-me!
Miss Blue Eyes percebeu e ajoelhou-se diante de mim.
Passou a língua no meu, e abocanhou-o, chupando cada pedaço dele.
Perfeito!
Adoro que ela me mame o caralho todo.
Começou a alternar com a boca quente e com as mãos.
Que tesão! Não demorei muito e explodi abundante na boca da Miss Blue Eyes.
Em êxtase total, em gemidos de prazer.
Que momento mágico!

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

A magia de um broche

Era sexta-feira, e eu queria senti-lo bem dentro de mim com a intensidade que me habituou.
Dei-lhe um beijo na boca.
Ajudei-o a despir e quando estava nu, agarrei naquele pau delicioso e meti na boca por uns momentos.
Eu estava muito molhada e cheia de tesão. Queria foder, precisava de foder.
Inclinei-me sobre ele e num broche muito lento deu-se a Magia!
O desejo caiu todo naquele pau fazendo-o endurecer como eu tanto gosto.
Crescia e engrossava.
Lindooooooooo.
Mr Blue Eyes puxou-me para ele e começou a fazer um minete de sonho enquanto eu o mamava.
Começou a dar sinais que se viria, e eu lambia e chupava aquela cabecinha.
Numa contracção fortíssima encheu-me a boca de néctar bem quente.
Obviamente, eu não estava satisfeita e ele sabia disso.
Recuperou por um momento, e em seguida, começou a lamber novamente a minha gruta e o buraquinho do meu cu...
Dois dedos começaram a penetrar a minha gruta, e sem esperar muito pôs-me de quatro.
Com o cu bem empinado para ele, começou a foder-me lentamente.
Que prazer indescritível!
- Vou-me vir queres ?
- Amor enche-me a gruta, vai...
Senti o caralho ir ao fundo, fodia-me sem parar, com estocadas atrás de estocadas.
Explodiu!
Tinha leite no meu buraco.
Deitei-me ao lado dele. Limpei-lhe o pau com os meu lábios.
Que noite!!!

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Prazer divinal

Sinto-te atrás de mim, a tua respiração no meu pescoço!!!
Quase que me vinha ali mesmo.
Puxas-me a saia, baixas-te, arrancas o meu fio dental.
A tua língua frenética na minha ratinha...
Eu gemo de tesão...
Olhas-me, enfias os teus dedos dentro de mim...
Estremeço...
Puxas-me contra a parede...
Sinto os meus fluidos a escorrem pelas pernas...
Fiquei ansiosa por mais...
Queria sentir-te.
Tu como um touro, seguras-me na anca e entras em mimmmm...
É demais, entras e sais num vai e vai delicioso...
Eu não controlo os meus, aiss, óss, uiss...
A velocidade é vertiginosa!!!
As minhas mamas estão duras de tanto tesão.
Fodes-me, fodes-me...
Sinto-me quase a desfalecer...
Sinto-me perdida... Sinto-te perdido...
Estou quase a explodir!!!
Baixas-me e enfias-mo na boca...
Tão bom, que coisa boa!!!
Que loucura...Vens-te na minha boca...

Sorrio :)

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Na Sauna

Abraçou-me e pressionei-me contra ela.
Mil loucuras passavam-me pela cabeça enquanto entravamos na sauna.
Pagamos e descemos as escadas...
Rapidamente as roupas caíram, guardamos nos cacifos e com as tolhas envolvendo os corpos, foi no corredor que a encostei contra a parede, levantou uma perna que apoiou na minha cintura.
Não conseguia esperar mais tempo.
A vontade era incontrolável. As tolhas cairam.
Eu não queria pensar, somente sentir.
Sentiu a minha  boca no pescoço, nas mamas, as mãos que afastaram coxas, a pressão do corpo.
A minha excitação.
O beijo.
E sentiu-o entrar.
O prazer de me sentir dentro dela.
Duro, quente, húmido.
Insistentemente. Profundamente. Os movimentos alucinados, os gemidos. 
Gemia-me ao ouvido e pedia mais...
- Fode-me que estão todos parados a ver.
- Fode-me que quero que vejam que sou tua, que sei foder, que és meu, que fodes bem, que me fodes toda.
- Fode-me Mr Blue Eyes.
Os casais e singles que passavam e deliravam, pois apalpavam-se e beijavam-se.
Nós fodiamos.
O orgasmo veio rápido. Avassalador. 
Não chegou para nos satisfazer.
Pausa.
Corações a bater acelerados. Trocámos um beijo.
- Somos loucos.
- Que bom que o somos.
Pegamos nas toalhas caídas no chão, fomos trocá-las e fomos para o banho turco.
Entrámos e num degrau superior deitei-me e ela deitou-se entre as minhas pernas.
Sentia o meu caralho entre as nádegas.
De repente virou-se e ajoelhou-se entre as minha pernas.
Tocou-me. 
Sentiu a minha rigidez.
Mas era com a boca que ela queria me tocar.
O turco não estava demasiado quente o que era agradável sentir os nossos corpos e orifícios húmidos.
Que sensação extraordinária a boca dela no meu caralho.
Sentiu o caralho a endurecer mais, na mão, nos lábios...
Ela colocou-se de quatro, dava-me acesso ao cu e à cona com muita facilidade. Sentiu a minha boca a explorá-la.
Gemidos profundos saiam da boca dela.
Massajava com prazer. Estava a dar-lhe muito tesão.
Continuou, movimentando a boca, os lábios, a língua.
Agarrei-a pelos cabelos, para que não parasse de chupar, de lamber.
- Pára, que não aguento mais, se continuas, eu venho-me.
- Eu quero que te venhas. Agora e aqui, gritou!
O meu grito entoou pelas paredes. Comecei a esporrar-me.
Recebeu os jactos. Deitou-se enquanto me vinha nas mamas.
A minha boca encontrou novamente a cona deliciosamente húmida e rapada a ter um orgasmo na minha boca.
Não parava de lhe lamber-lhe a cona e o cu.
Delicioso.
Saímos... E fomos ao duche.
Umas palavras, uns sorrisos e...
Entramos num quarto para relaxar e fechamos a porta.
Luz muito suave, quase apagada, boa temperatura, corpos desnudados.
Senti a boca que habilmente colocava o meu pau novamente naquela boca delicosa.
Os peitos macios desciam para a minha boca, e uma cona quente envolvia o meu caralho.
- Ahhh.
Aquele ahhhh dela de prazer, um ah tesudo.
Sentia o meu caralho entrar na cona, pronta para uma louca foda, profunda, potente mas saborosa.