Blue Eyes

Blue Eyes

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Toca-me anda!

Aproximo-me de ti e aprecio os teus lábios sedentos por um beijo.
Começas a percorrer o meu peito lentamente, querias tocar no meu caralho, estava a ficar duro!
O tesão não era só teu mas meu também.
Delicias-te com o calor da minha língua nos teus mamilos, a rodea-los e lambe-los a mordisca-los como tu tanto gostas.
Noto que contrais a cona!
Os teus traços profundos de desejo!
Ordeno-te para abrires as tuas pernas para foder o teu pedaço de corpo mais quente.
Tinhas de ser demoradamente fodida!
Pedes-me algo!
- Quero que me toques!
- Anda toca-me mexe-me nesta cona ansiosa.
 Agarras na minha mão e levas-a até ao meio das tuas pernas e conduzes-a até ao teu clitóris e aí apertas as pernas com toda a tua força.
Fico preso ao teu desejo e acaricio-te devagar e o nossos corpos juntam-se um ao outro.
Muito putinha como gosto.
Sem esperar, ajoelhas-te de uma só vez engoles o meu caralho com suavidade e gentileza, sem pressa.
O prazer que sentias ao devorar o meu caralho, era de mais!
- Quero-te dentro de mim, quero senti-lo bem no fundo!
- Vai, fode-me agora caralho, fode-me!
Aceito o teu pedido, abres as pernas e montas-me.
Fazes um movimento de penetração tão intenso, um sobe e desce, cavalgavas com uma louca, fodias como uma mulher fogosa e tesuda.
Num instante explodes, num orgasmo desgovernado.
Um momento intenso de sexo! Com movimentos lentos e rápidos.
- Vem-te mais, foda-se vem-te caralho deixa escorrer minha putinha.
- Quero sentir bem dentro de ti!
Chegas mais um momento intenso e tu não aguentas mais e vens-te com uma  desalmada.
Cavalgas numa foda cheia de movimentos, bem dentro de ti.
Amo ver-te a contorcer de prazer.
Quero dar-te o meu desejo, o meu tesão, a minha explosão!
Quero-me esporrar todo para ti.
Mostra-me onde gostavas de sentir o teu corpo ser conquistado!
Abres a boca e beijas-me com toda a tua força e desces ate ao meu membro quente e duro.
Começas a chupa-lo bem na pontinha enquanto o acaricias!
Vai ficando cada vez mais quente, mais quente e vejo os teus mamilos ficarem durissimos!
Pedes-me:
- Quero saborear o teu tesão, o teu desejo.
- Enche-me a boca de leite, anda dá-me!
E num instante engoles-o todo.
A tua língua provoca um desejo sem descrição, chupas e lambes.
Não aguento mais e sai de mim tudo aquilo que me provocaste num jacto quente e húmido de prazer bem dentro da tua boca!
Fico sem forças...
E tu não largas o meu membro, ficas a cuidar dele.

Sem comentários:

Enviar um comentário