Blue Eyes

Blue Eyes

domingo, 31 de janeiro de 2016

Let’s… Party…

De olhos bem abertos e com todos os outros sentidos apurados foi assim que entramos no INtimidades. 
Uma festa com glamour, mistério, erotismo, sensualidade, sexo, anonimato, volúpia, prazer, excitação.
Tudo o que nos faz vibrar até ao mais íntimo nervo.
Fomos transportados para um lugar que é quase impossível descrever em palavras tudo o que vimos e sentimos.
O porquê do nome "Eyes wide shut".
De olhos abertos nega-se a vivência máxima aos outros sentidos. De olhos fechados sentimos mais, ouvimos mais, cheiramos mais e o sabor é de fazer crescer água na boca.
Quando abrimos os olhos e observamos as capas pretas, as máscaras venezianas, os movimentos, a linguagem dos corpos, visualizamos também que não estamos sós.
Não somos os únicos inebriados por tudo o que o INtimidades preparou para nós, sim, nós, aqueles que sabem o que é usufruir plenamente dos cinco sentidos.
Porque um, não faz sentido sem o outro.
Porque um, só é aproveitado na sua plenitude, se o outro também o for.

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Desejo sem descrição

Despidos os nossos corpos desejavam-se na escuridão!
Aproximo-me de ti e aprecio a tua boca, sedenta por um beijo...
Os meus lábios aproximam-se dos teus e começas a sentir o calor deles perto dos teus. mas não te tocam.
Querias tocar no meu caralho, que estava duro.
E tu continuavas a descer e eu a fazer-te subir, deixava-te irritada mas ao mesmo tempo ansiosa por lá chegar!
O tesão não era só teu mas meu também.
Agarro-me ás tuas mamas e delicias-te a apreciar o calor da minha língua nos teus mamilos, a rodea-los e lambe-los a mordisca-los como tanto gostas…
Gosta de apreciar a minha língua na tua boca com beijos longos e profundos e ficamos assim.
imenso tempo!!!
Lá em baixo noto que contrais a cona!
São traços de profundos desejos!
Ordeno-te para abrires as tuas pernas, quero ver-te  a foderes o mais quente pedaço do teu corpo...
O teu desejo, o teu tesão, como tu adoras ser demoradamente fodida!
Chega o momento, e tu vais-te tocando sozinha, mexes na cona molhada!
Aproximo-me de ti e tu pedes-me baixinho:
- Anda toca-me, mexe-me nesta cona ansiosa.
Agarras na minha mão e levas-a até ao meio das tuas pernas e conduzes-a até ao teu clitóris e aí apertas as pernas com toda a tua força.
Preso ao teu desejo, acaricio-te devagar e o nossos corpos juntam-se um ao outro.
A tua boca reclama o meu tesão, baixas-te e engoles-o com suavidade e gentileza. Sem pressa!
Devoravas o meu tesão.
- Quero-te dentro de mim, quero senti-lo.
- Fode-me, fode-me!
Rendido ao teu pedido, aceito.
Tu abres as pernas e montas-me.
Sobes e desce cavalgando loucamente, fodendo com toda a ânsia de uma mulher fogosa e tesuda.
Num instante explodes, num orgasmo quente que quase perdes o controlo do teu corpo.
Desgovernados sem destino envolvemonos num momento intenso de sexo!
Com movimentos lentos e rápidos, sinto bem dentro de ti!
- Vem-te, foda-se vem-te mais uma vez neste caralho deixa escorrer minha putinha.
- Quero-se sentir bem dentro de ti!
Não aguentas mais e vens-te desalmadamente.
Contorces de prazer!!!
Quero dar-te o meu tesão e a minha explosão.
Quero-me esporrar todo para ti.
Abres a tua boca e beijas-me com toda a tua força e desces ate ao meu membro quente e duro.
Começas a chupa-lo!
Tou quente, cada vez mais quente e vejo os teus mamilos a ficarem durissimos pelo calor que vem dele! Gostas de saborear o teu tesão, o meu desejo.
E pedes:
Enche-me a boca de leite, anda dá-me... Num instante engoles-o todo. A tua língua faz pequenos círculos que provoca um desejo sem descrição, alternando entre o chupares e o lamberes.
Não aguento mais e sai de mim tudo aquilo que me provocaste num jacto quente e húmido de prazer bem dentro da tua boca! Fico sem forças e tu não paras.
Eu digo-te.:
- Põe-o bem dentro de ti, e tu montas-me, o que gerou-se um momento de penetração tão intenso que nos vimos os dois!

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Beijos Selvagens

Estava ali, nua, completamente nua à minha espera.
Tinha fome dela, de a ter, de a possuir.
Cheguei-me a ela, os nossos corpos tocaram-se, os nossos desejos a alteram-se.
Beijei-a.
Encostei o meu sexo à perna dela enquanto a beijava, enquanto me roçava na perna, enquanto a acariciava com beijos sem fim.
Aquele corpo esbelto ali deitado ao meu lado, os nossos corpos a tocarem-se ainda mais, fiquei completamente excitada com aquela visão.
Curvas tentadoras, um rabiosque redondinho e empinado que chama por mim.
Encostei o meu corpo ao dela e agarrei-a por trás, aquele corpo desejado, aquele corpo ardente.
Comecei devagar, cada momento era saboreado ao máximo, para lhe dar o máximo de prazer, carregado de desejo.
As nossas respirações aumentarem, o calor dos nossos corpos a subiu, os movimentos tornaram-se ainda mais acelerados, o desejo tornou-se incontrolável.
Não conseguir conter mais o meu desejo ardente, a minha fome insaciável por ela. Não consegui aguentar mais,
Puxei as minhas cuecas parar baixo até lhe sentir a pele no meu sexo, até ter aquele cu mesmo debaixo da minha cona, até a poder possuir livremente.
Gememos as duas, a cada momento, minutos de prazer, gememos e contorcemos-nos uma em cima da outra.
As duas completamente encaixadas uma na outra, os corpos unidos em movimentos perfeitos e maleáveis.
Fodemos enquanto trocavamos palavras ardentes e cheias de tesão, fodemos até nos contorcermos todas, fodemos até escorrerem gotas nos nossos corpos húmidos.
Puxei-a para cima de mim e toquei-lhe bem lá no fundo da sua cona húmida, da sua cona desejosa de mais prazer, toquei-a uma e outra vez à medida que a ia puxando para cima e para baixo de mim, à medida que mexia as minhas ancas vigorosamente contra aquele cú que me deixava louca de tesão.
Ela gemeu e gemeu enquanto me pedia para a foder mais, para não parar.
Os nossos corpos em perfeita sincronia de movimentos, gemidos, mãos que apertavam os mamilos para libertarem mais prazer, a palavra " fode-me " era dita sem medos, beijos fogosos e selvagens, gemidos e mais gemidos que nos levaram ao orgasmo em conjunto.
Gostamos tanto!!!!!!!!!!

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Olhar penetrante

Senti um olhar penetrante.
Instintivamente levantei os olhos e vi o meu Mr Blue Eyes a olhar-me de cima a baixo com um ligeiro sorriso. 
Quando os olhos se encontraram, o sorriso abriu, inclinou-se ligeiramente na minha direcção e disse:
- Obrigado! 
- Porquê? Pergunteiem voz baixa.
- Pela vista magnífica.
Um misto de sensações assaltou-me.
- Hoje és a coisa mais interessante do meu dia.
- Mas porque, perguntei.
- Porque quero te beijar, despir, desfrutar de ti.
- Que lata!
- Talvez! É simplesmente a assunção de um desejo. Igual ao teu…
E dizendo isto, aproximou-se, tocando-me na minha mama de mamilo espetado, beijou-me intensamente. 
Tremia. Era impossível não corresponder! 
As roupas começaram a saltar, expondo os corpos inquietos, ansiosos, inchados de tesão. 
As mãos percorriam cada centimetro da minha pele, a língua penetrava a minha boca.
Chupava as minhas mamas e descia até à barriga e voltava a subir.
As minhas mãos, a minha língua, exploravam, procurando o caralho dele que 
sentia a saltar para fora.
Queria prová-lo! Lambê-lo! Chupá-lo!
Mr Blue Eyes abre as minhas pernas, procura a minha gruta encharcada, inchada, cheia de tesão.
Os dedos passeiam dentro de mim.
Com a língua vou passeando, provando, chupando-o, engolindo, devagar, gulosamente.
Faço-o passar entre as mamas, para cima e para baixo, lambendo sempre que podia.
Os dedos dele não paravam!
Exploravam, exigiam!
A minha boca continuava lamber, a chupar.
Sem controlo, explodi!
Vim-me intensamente, enquanto ele me tirava o caralho da boca e abocanhava a cona, saboreando o prazer.
Eu queria mais! 
-Fode-me! – disse-lhe - Toda!
Levantou-me as pernas, prendendo-as com os ombros e enterrou- se.
Devagar, até ao fundo, uma vez e outra. A intensidade aumentou, a força também. 
Levantei-me, fui para cima dele, abri-me para ele, agarrei naquele caralho e  enterrei todo dentro de  mim, eu queria “engoli-lo” todo. 
Fodi, e fodi a mim e a ele! 
Depressa e mais depressa e com mais força, enterrando todo mais e mais e mais até que ambos explodimos num orgasmo.
Exaustos, levantámo-nos sem nada dizer, sorrindo apenas, partilhando cumplicidade.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Tão meu e teu

Deixei a porta entreaberta...
Despido deito-me nu, apareces tu só em lingerie.
Estavas linda. Deu-me um enorme tesão.
- Beija-me. Olha para ele, hirto, que quer a tua boca, a tua língua...
- Vira-te, quero te dar umas palmadas, estás a pedi-las nessas nádegas.
- Já está, fui rápida.
- Agora pede-me para te dar umas boas palmadas, pede!
- Bate-me, quero sentir-te, mas da-me umas palmadinhas suaves.
- Sim...Abro-te as nádegas e esfrego um dedo no teu cu molhado com o néctar que escorre da tua cona.
- Assim fico maluca, não respondo por mim.
Coloco-me em frente a ti, a tua boca a centímetros do meu caralho, aproximo e deixo-te passar a língua.
Ordeno que abras a boca.
- Queres?
- Quero muito.
- Implora.
- Por favor da-me, quero muito te-lo na minha boca.
Aproximo o meu pau e roço nos lábios da Miss Blue Eyes.
- Vai... Saboreia esse caralho minha putinha.
Ela abre a boca com desejo, com fome e sede de ser saciada.
Saio de repente da frente dela e vou para cima das nádegas dela.
- Por favor, fode-me. Pede a Miss Blue Eyes.
- Por favor!
Ela sente os meus tomates nas nádegas.
- Vou te montar.
Puxo o cabelo, ela empina a peida que vai de encontro ao meu caralho.
- Tu queres que te foda toda, não queres minha putinha?
- Quero!
Ela sofre de desejo, sinto cona tão húmida que me implora que lhe bata nas nádegas.
- Dá-me umas boas palmadas, da-me e fode-me.
-Toma minha cadela, sua tesuda.
Ela deseja o caralho bem enterrado.
Grita e implora pede mais...
- Fode-me...
- Preciso de ser bem fodida, muito bem fodida por ti. Fode-me forte, fode ...faz-me gritar de prazer...
- Fode-meeeeee...
- Queres lá no fundo.
Tomaaaaaaaaaaaaaaaaa tomaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa putaaaaaaaaaaaaa...
- Grita, quero que te venhas.
- Fode-me... Agarra-me as mamas!!! Aperta.
- Queres de 4 ?
- Adoro uma boa canzanada..
- Vem-me à cona de 4, monta-me na cona.
- Mete lá no fundo, puxa-me os cabelos...
Cadelaaaaaaaaaaaaaaaaaa.
- Queres esporra? Queres ? Vá, diz puta, diz...
- Queroooooooooooooooooo...
- Foda-se, quero caralho, quero, quero.
- Vou foder-te tão forte e tão fundo com as mamas bem agarradas.
A cona dela já estava toda molhada...
- Quero que te venhas na minha boca.
- Ahhhhh toma minha puta, toma o meu leite, tomaaaaa... aahhhh tão bom, foda-se, chupa, lambe essa esporra toda.
Foi tão bom, tão quente , tão teu, minha putinha.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Aniversário da Miss Blue Eyes Couple

O primeiro evento de 2016 começa com a cor Azul.
Que seja um ano sem nuvens onde se possa ver todo o esplendor do Azul e que apenas haja um céu cintilante a pairar sobre os nossos amigos mais queridos, que nos acompanharão no iniciar de mais uma etapa neste clube. 
O Azul associado ao céu tranquilo e ao mar calmo dominará este evento, que será desinibido, sexy e muito excitante.
Para tornar esta noite ainda mais especial, teremos a presença da Miss Blue Eyes Couple - uma mulher de sangue azul - e que celebra connosco o seu aniversário tendo no nosso clube as mais altas honras do swing, com festa durante toda a noite. 
Assim INiciamos 2016... Esperando trazer-vos mais um ano repleto de fantasias, novos amigos e novas experiências. Um bom ano a todos. 
Dresscode altamente recomendado: Azul e Sexy.