Blue Eyes

Blue Eyes

segunda-feira, 21 de março de 2016

A cavalgada

Baixei-me e comecei a despi-la.
As mãos dela no meu cinto.
Sentíamos tesão e desejo.
As pernas entreabriram-se e eu colei a minha boca naquela cona já molhada.
Senti as coxas a apertar a minha cabeça.
As suas mãos nos meus cabelos a forçar a minha cabeça contra tudo o que era desejo.
O primeiro orgasmo encheu-me a boca de líquido, o que me fez aumentar o tesão.
A minha língua percorria desde a ponta do clitóris, até ao buraquinho do cu.
Esporrou-se de novo...
Estava a ser uma noite de sexo com sedução.
Fiz.lhe mais um minete demorado, lento...
Veio-se toda, agarrei nas mamas duras e tesas fazendo-a gemer de tanto prazer.
Deitei-me sobre ela, a minha boca beijava-lhe as orelhas o pescoço e descendo às mamas chupava-lhe os bicos.
- Quero esse caralho na boca, estou desejosa.
Sentei-me e ela pondo-se de joelhos mamou deliciosamente.
Chupou e lambeu demoradamente.
Meti a mão entre as pernas, e toda molhada.
Coloquei os meus dedos na boca:
- Chupa-os, chupa o teu mel, chupa minha putinha.
Adorou, contendo os gemido, mordendo os labios!!!!
Loucura...
Depois com ele bem duro, sentou-se e fodeu.
Fodemos demoradamente, enquanto lhe chupava as mamas, sentia toda molhada.
Escorria para os meus tomates que começavam a ficarem encharcados.
- Dá querido, fode-me tambem, quero todo dentro de mim
Enquanto fodia fui dando apertões naquelas nádegas, o que a fazia aumentar de excitação.
Toma tudo, sente foda-se.
- Agora amor, agora, pediu-me.
Quero todo o teu leite agridoce.
- Esporra-te para mim, agora.
Gemeu e começou a cavalgar descontroladamente.
Sentia-me quase a esporrar...
Não aguentei toda aquela foda e comecei a esporrar-me para dentro daquele canal vaginal.
Tirei o meu pau e ainda dei uns jactos do meu néctar para as mamas da Miss Blue Eyes.

4 comentários: