Blue Eyes

Blue Eyes

terça-feira, 1 de março de 2016

A vontade é muita

Ela ali, na cama... nua! Pura provocação!
Que doce pecado!... Que desejo, que tesão!
Cheguei-me perto, junto às nádegas e senti o seu cheiro adocicado...
Cheiro de fêmea
Mulher de corpo inteiro.
Uma boa foda.
Beijei-a suavemente no pescoço.
Que vontade de fazer sexo!
Estava cheio de tesão!
Completamente excitado...
Passo ao de leve o meu caralho na boca!
Fecho os olhos e sinto o meu caralho a ser agarrado e a entrar e sair na boca quente.
Chupava com prazer...
Que tesão!
Beijo-lhe o corpo, chupo as mamas com força.
Contorce-se de desejo na ponta da minha língua.
Enquanto eu lambia a parte de dentro das suas coxas, ela abria ainda mais as pernas...
Aquela cona, linda, quente, lisa, molhada, saborosa.
Cheguei mais perto e passei a língua de leve.
- Que delícia!
Estremeceu…
Abro os lábios com os dedos e delicio-me vagarosamente com aquela carne quente.
Devoro -a!
Ouço gemidos, gritos... Até ela explodir freneticamente na minha boca.
Sentia o gosto do mel dela a escorrer.
Implorou para a foder…
- Fode-me querido, enterra-o todo em mim.
Excitada gritava:
- Fode, fode, fode...
Vou para cima dela e meto com força, toda molhada esperava de pernas abertas.
- Estás a adorar! Queres mais!
- Pede para ir mais fundo! 
- Não pares! Fode-me toda, fode!
Simplesmente obedeço.
Aaaaaahhhhh...
Diz ela a vir-se mais uma vez naquele entra e sai.
Eu também estava quase a esporrar-me todo.
Não estava a aguentar todo o tesão.
Saí de dentro dela. Esporrei-me em pé, para cima do copo dela.
Tremia de tanto prazer...
Caí na cama, completamente exausto.
Adorou ser fodida daquela maneira.

Sem comentários:

Enviar um comentário