Blue Eyes

Blue Eyes

segunda-feira, 7 de março de 2016

Jantar... depois como uma puta!

Janta-mos num restaurante sossegado.
Comia-mos um ao outro com os olhos.
Com toques nos dedos. Com os pés debaixo da mesa.
Desejo puro.
Queria-mos sexo.
Queríamos foder.
Não queríamos esperar mais.
Fomos para um Motel...
Entra-mos...
Agarrei-a contra o meu corpo e dei-lhe um beijo.
Levantei-lhe o vestido e apertei-lhe as nádegas.
- Sentes o meu tesão.
- Dá-mo. Quero-te.
- Queres?
- Quero. Sabes como estou molhada?
- Sei, sim...
Miss Blue Eyes tocou-me no pau por cima das calças.
Sentiu aquela carne que queria sentir dentro de si. Bem fundo.
Despi-a, deixei somente de meias de liga, fio dental e os sapatos de salto alto. Feminina.
Despi-me...Todo.
Puxei-a por uma mão e empurrei-a para a cama.
- Ajoelha-te e chupa-me.
E ela obedeceu. 
Abriu a boca e engoliu-o caralho que ela adora chupar.
- Mais rápido, ordenei.
Tirou-o da boca, segurando-o pela base.
Lambeu a ponta, a língua deslizava pela carne quente, molhando-o com a sua saliva.
Olhava-me...
Que tortura!!!!
Enfiou na boca e começou a engoli-lo, centímetro a centímetro.
Quase por inteiro naquela boca cheia com o meu caralho.
Respirava pelo nariz com calma, controlando de forma a não se deixar engasgar.
A boca cedeu e a língua movimentou-se por baixo da carne.
Acariciava-o.
Deixava-me louco...
Fazia-me gemer de prazer...
Tirou-o da boca e voltou a engolir até ao fundo.
Tirou-o da boca e deixou que a saliva o molhasse inteiro.
Olhava-me.
Observava o prazer espelhado no meu rosto.
Chupou-o.
Rápido.
Com ânsia.
Como eu queria.
Não parou de o chupar até que sentiu que o orgasmo estava a invadir-me.
Deixou-me vir.
Teve o meu néctar.
Sem deixar de o chupar. E lambeu-o...
Com suavidade.
Até deixar de sentir os meus tremores.
Que satisfação!!!!
Miss Blue Eyes deitou-se ao meu lado de olhos fechados.
Excitada.
Dois corpos deitados lado a lado.
Um satisfeito.
Outro ainda por satisfazer.
No meu pensamento ‘que bom, que bom’.
No pensamento dela ‘ todo este tempo nem um toque, nem uma carícia’.
Sexo. Claro...
Levantei-me da cama e fui ao wc.
Ela levantou-se da cama Vestiu o vestido.
Pegou num papel e numa caneta, escreveu algo...
E saiu.
Olhei e vi o raio do papel em cima da almofada, e :
Vai ter comigo.
Estou na rua.
Engatas-me e deixo-te foder.
Quero foder sentindo-me a tua puta.
Tu sabes que gosto.
De foder contigo.
Só contigo.
Fodemos como gostas.
No carro.
Quero como as putas.
Não demores.

Sem comentários:

Enviar um comentário