Blue Eyes

Blue Eyes

sábado, 9 de abril de 2016

Em brasa

Deslizei o fecho e as costas nuas e as minhas mãos tentando ajudar a despir, causaram um calafrio que teve uma reacção do estilo huuummm....
Senti a minha boca seca.
Deslizei o vestido pelos ombros e aos longo dos braços.
Desapertei o sutiã. Em brasa
Que cu...
Virou-se para mim, e as suas mamas ficaram à mercê das minhas mãos, da minha boca.
A cona dela ficava mais molhada, as pernas afastadas e a visão daqueles lábios totalmente rapados faziam com que o meu caralho já estivesse em brasa.
Provocava um tesão de tal ordem, que meti a mão na cona e de imediato a esfreguei, e ficou húmida, facilmente dois dedos escorregaram para dentro dela.
Ela desapertava-me as calças, tirou-me o caralho para fora e deliciosamente o coloca na boca.
A boca devorava o meu caralho.
Agarrei nela, abri as pernas, meti a minha cara no meio delas.
A cona á frente da minha boca, mamei aquela cona, chupei-lhe o grelo todinho.
Encheu-me a boca com o seu liquido. misturado com a minha saliva, liquido dos orgasmos que ela não parava de ter...
- Vai, fode-me toda.
Iniciou-se um vai vem com as mamas a serem lambidas e os bicos bem chupados e mordiscados.
Num gemido de prazer disse -me:
- São anos de excitação e desejo de foder contigo, anda, continua a foder-me.
Fodia, fodia estava quase a me vir.
O meu caralho, bem lá no fundo o que me provocou uma explosão, comecei a esporrar-ne enquannto ela tinha orgasmos sucessivos e intensos. 
Grande foda.....

Sem comentários:

Enviar um comentário