Blue Eyes

Blue Eyes

segunda-feira, 11 de abril de 2016

Exposta

Adoravas mostrar aos meus olhos, a nossa cona desejosa de ser comida. 
Abrias-te para mim.
Mais puta na cama do que a senhora na rua.
Aberta e quente...
A abertura das tuas pernas, a tua cona e os teus lábios a chamarem por mim para um encaixe perfeito.
Segurava pela tua cintura e entrava em ti devagarinho, para sentires cada milímetro de carne dura.
A rasgar com prazer e a deslizar dentro da coninha completamente húmida...
Totalmente encaixados...
Bem fundo, bem dentro de ti.
Deliciava-me com o sabor dos teus gemidos.
Os teus movimentos eram intensos, provocados pelas tuas contracções vaginais.
A tua cona cona sugava todo o meu caralho.
O desejo de te sentir era muito forte e deixava-me ir pelo tesão que se ia apoderando de nós e aumentava com a nossa foda, com os nossos movimentos do "entro e sai" bem fundo, dentro de ti.
Viajava pelas intensas sensações que os nossos corpos partilhavam.
Absorvia o movimento que as tuas ancas pronunciavam sobre o meu caralho duro com a mestria do prazer que queriam alcançar...
Dei um berro e deixo-me cair sobre ti ao mesmo tempo que me esporrava brutalmente dentro da cona desejosa fazendo assim com que o teu mel e a minha esporra sem misturassem numa deliciosa onda de contracções internas que os nossos músculos acompanhavam.
Vencidos deixavamo-nos ficar imóveis encaixados um no outro.

Sem comentários:

Enviar um comentário