Blue Eyes

Blue Eyes

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Gemo de tanto prazer

Numa noite.
Decidi vestir aquela lingerie, as ligas a condizer, aquele vestido curtinho, o salto alto claro e para finalizar o perfume.
Abro a porta e la está ele!
Dirige-se a mim e beija-me intensamente deixando-me quase sem folgo!
Aperta-me as nádegas e segura me a perna, sente a renda da liga e agarra-me ainda com mais vontade.
Encosta-me à parede, beija-me o pescoço, morde-me um mamilo, fico toda arrepiada.
Aperta as suas mãos nos meus seios, hum a noite promete!
De seguida sou eu que o aperto contra mim.
Já estou toda molhada, apetece-me devora-lo, e é isso mesmo que vou fazer!
Com toda a minha sensualidade baixo-me e começo a tocar no seu pau bem duro. Dou-lhe um beijo, dois, três!
Aperto-o um pouco mais a baixo e ele delira.
Volto a beija-lo e deixo a minha língua subir por ele, e depois de suaves dentadas, chupo-o todinho.
- Oh sim!!!!
De repente ele atira-me para a cama, e numa vontade louca, começa-me a beijar, tal e qual como eu gosto!
Coloca um dedo dentro de mim e eu já me começo a contorcer toda de tanta excitação!
Lambe-me bem devagar, mas de uma forma tão mas tão sensacional, que me venho mesmo ali.
- UAU!!! É tão bom!
- Quero mais, ainda não estou suficientemente satisfeita, e tu também não!
Peço-lhe que meta todo o seu pau duro dentro de mim, quero sentir o seu tesão, e ele sem demoras, começa a coloca-lo.
Impõe o ritmo!
- Quero senti-lo já!!!
Mas ele decide brincar, mete-o uma vez e tira-o, que loucura!
- Não o tires! digo eu.
Ele sorriu, claro!
Volta-o a colocar, mas deixa-o à porta, e depois com toda
a intensidade mete-o e tira-o de seguida, que loucura é brutal a sensação de o querer sempre em movimento, e a cada movimento dele, fico completamente descontrolada.
Gemo de tanto prazer, até que ele decide dar-me tudo o que quero.
Fode-me com uma intensidade que me arrepia toda!
A cada investida com mais vigor, sinto-me viva, com tesão, tenho mais um orgasmo intenso.
Cravo-lhe as unhas nas costas, ele fica com a respiração cada vez mais ofegante.
Está a delirar, e pede-me para chupa-lo.
Chupo-o, aperto os meus lábios nele, sinto o meu sabor no seu pau duro, ganho o ritmo perfeito, aperto as minhas mãos nas nádegas dele e ele vem-se cheio de vontade!

Sem comentários:

Enviar um comentário