Blue Eyes

Blue Eyes

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Que luxo

Ajoelhou-se e começou-me a desapertar as calças...
Tirou-me o caralho para fora já meio teso e o pôs na boca.
A forma como ela me tocava era divinal.
Colocou-o na boca e mamava, é inesquecível.
Ela começa a ficar mais excitada, ver a boca dela a apertar-me o caralho, era bom de mais.
Enfia dois dedos dentro da cona dela, toda-se, masturba-se.
Levanta-se e mete-mos na boca, eu mordo e lambo.
Quero tanto fodê-la.
Meti-a de quatro na cama e apertei-lhe a cara de contra a almofada.
- Ai gostas de foder, minha puta.
- Então eu vou te dar uma valente foda.
De rabo bem empinado que ficou bem vermelho ao fim de dois palmadões.
Ela estava a precisar de uma boa foda para matar aquele fogo entre as pernas. Ali estava ela submissa, de quatro, a ser bem fodida.
Montei-a, bem montada, veio-se, fez-me vir e repetiu a dose.
Vim-me todo dentro daquela gruta toda molhada.

Sem comentários:

Enviar um comentário