Blue Eyes

Blue Eyes

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Chegou o momento

Sem dó nem piedade...
Sem manhas.
Quero sentir-te dentro de mim...
Duro como gosto.
Quero ouvir-te gemer enquanto me fodes...
Faz-me sentir desejada.
Chama-me de tua puta...
Mostra-me a tua fome por mim.
Quero ouvir os nossos corpos a bater...
Não pares, fode-me, fode-me toda.
Faz-me gritar de tesão...
Arranca-me os orgasmos.
Fode-me!!!!

segunda-feira, 27 de agosto de 2018

Comemo-nos

Tem-me...
Agora!
Toca-me...
Deixa-me sentir-te...
Estás tão quente como eu...
Quero o teu beijo...
A tua vontade mata-me de tanto desejo...
Não quero palavras, quero actos...
Quero sentir...
O desejo que te dou...
Fazer-me gritar de tanto tesão...
Come-me...
Come-a...
Como-te...
Como-a...
Ocupas-te de mim...
Ocupo-me de ti...




quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Orgasmo intenso

Este calor que só apetece tirar toda a roupa...
É o calor que me faz pensar em ti...
Despir-me de tudo e entregar-me a ti...
Estou molhada e com uma vontade descomunal.
Tenho a pele a ferver...
Sinto-me quente e louca de desejo...
Estou-te com uma vontade danada.
Sinto-me anestesiada de tanto tesão
Os corpos entregues á luxúria...
Tu deixas-me a escaldar...
Solto os gemidos, aqueles que tu tão bem conheces e adoras...
Aqueles que te deixam louco e com vontade de me possuíres...
Aquela vontade de sentir-te tão duro dentro de mim...
Toco-me...

quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Tesouro Escondido

Se tudo fosse apetite e vontade.
Então agora estarias na minha boca.
Se tudo fosse como eu queria.
O teu corpo gemia, tremia, vibrava, roçava.
À minha mercê estavas, de pernas abertas, mãos atadas.
Seios lambidos, lábios mordidos, nádegas apertadas.
Faria do teu corpo um mapa perfeito, em busca do tesouro escondido.
Como o orgasmo que em ti tens retido.
Se tudo fosse vontade e poder...
Agora serias minha!

terça-feira, 14 de agosto de 2018

A nossa entrega

Apetece-me seduzir-te.
Provocar-te ao ponto de deixar-te louco de tesão.
Aquele ponto que dá azo á loucura...
Quero sentir as tuas mãos a tomarem conta de mim.
A nossa entrega é sem igual e do mais intenso que não pode haver...
Quero-te assim... no ponto...
Quero foder!
Sem mas nem menos mas, quero sentir-te dentro de mim...
E vamos os dois viajar neste prazer sem fim que sentimos um com o outro...
Este desejo tão bom...
Fodemos como gostamos...
Sabes pôr-me a gritar de tanto prazer...
Adoro a nossa entrega...

sábado, 11 de agosto de 2018

Um desafio...

Deixa-me provar-te... Saborear o teu cheiro.
Ao qual me rendo.
Sei que te desejo...
Desejo-te por uma noite... Desejo-te na minha pele...
Deixa-me possuir-te.
Quero cravar em ti toda a minha excitação dura.
Quero molhar os meus dedos dentro de ti...
Bem lá no fundo!
Poder chupar todo o teu prazer dos meus próprios dedos.
Quero que me olhes...
Enquanto te penetro á bruta...
Já não consigo ser meigo.
Tenho fome de ti!
Tenho uma ânsia de te foder,
És deliciosa... Sinto-me louco.
Louco por te ter...
Por me enterrar todo em ti.
Estou breve a vir-me...
A te dar a minha impressão digital íntima.
Quero-te perdida... Perdida por mim.
Caralhooooooooooooo.
Sinto-me extasiado... E fodido.
Quero continuar a foder-te.

Sedenta de fogo quente

Intensidade... É o que sinto.
Enrolados num só... Naqueles momentos perdidos.
Momentos só nossos... Escondidos do mundo.
Só nós seduzindo-nos.
As tuas mãos no meu corpo.
Procurando prazeres que só eu respondo.
Os teus dedos nos meus mamilos...
A tua boca acompanhando os traços que empinam.
Eu tocando-me para me vir...
Para me ouvires arfar.
Para depois te dar a provar...
O meu sabor intenso!
Que os meus dedos te dão a degustar.
Sim... adoro tocar-me!
Adoro o teu olhar devorador...
Que me fode só a observar.
Faísca das palavras...
Sou viciada em todas as formas de prazer que me dás.
Se sou louca? Posso ser...
Mas sou a tua louca! E vou ser até morrer.
E por falar em morrer... Morro de tesão por ti.


quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Sou dele e ele meu

O tesão tomou conta de mim, ele foi o causador.
Coloca-se atrás de mim, percorre o meu pescoço, arrepio-me.
Deitou-me na cama e sinto aquela boca a tomar conta de mim, sedenta, faminta de mim, fecho os olhos e deixo-me levar por ele.
Sinto a boca dele no interior das minhas pernas, suspirei, com muita delicadeza vai-me percorrendo a mesma com a mão, que toque suave o dele…
Olho-o e sinto o tesão dele naquele olhar, inebriado, e sem se fazer rogado, tira a minha calcinha com pressa, sinto-o sedento, e cai de boca no meu sexo, contorço-me e gemo.
Ele vai me lambendo com tanta mestria que não me aguento de tanto tesão, e aviso-o que vou atingir o meu orgasmo.
Ele vai fazendo com afinco que não demoro muito e gemo, grito de tanto tesão, lambuzei-lhe a boca com o meu suco.
Ainda a tentar recuperar daquele fantástico orgasmo e ele coloca-me de barriga para baixo.
As mãos não me largam o peito e a língua acompanha pelo meu corpo todo, ele faz-me contorcer de tanto tesão, desejo, vontade.
Sinto o sexo duro sobre o meu rabo, o que me deixa com tesão, mesmo tendo acabado de atingir o orgasmo, quero-o dentro de mim, ele percebe que é isso que eu quero, e numa só estocada sinto dentro de mim, gemo…
E vou sentindo cada vez mais dentro de mim, fico louca de tesão e o meu corpo vai reagindo cada vez mais aos impulsos dele.
Sinto-me sem noção e ele vai tendo cada vez mais de mim e aviso-o novamente que vou atingir o orgasmo, o que não demorou para que eu explodisse de tanto desejo. 
Sinto a respiração dele ofegante no meu ouvido, que vai se estendendo á minha nuca, e eu a tentar me refazer daquele orgasmo fenomenal que acabou de me proporcionar.
Viro-me e olho-o, está vidrado de tanto tesão, faço-o deitar-se na cama, quero senti-lo, e sem me fazer rogada, abocanho aquele membro que já lateja de tanto desejo.
Estou sôfrega dele, chupo-o e olho-o nos olhos, quero que ele veja o quanto gulosa eu estou por ele.
Ele apanha o meu cabelo e vai me fazendo chupar ao ritmo dele, era delicioso tê-lo para mim, num acto repentino coloca-me na cama e volto a senti-lo dentro de mim.
Está faminto de mim e eu dele, tão bom tê-lo…

terça-feira, 7 de agosto de 2018

A intenção dela

... As mãos dela, aquele toque era diferente do toque de um homem.
Sinto as mãos dela a tocar me no peito com as costas da mão, e trocamos olhares.
Ela foi mais abusada e põe a mão dela dentro da blusa e começa me a tocar nas minhas mamas, sinto um arrepio, deixo me levar por aquela sensação e fecho os meus olhos, enquanto isso sinto os lábios dela tocarem nos meus bem ao de leve.
Que toque de lábios tão suave…
Ela sente que eu me deixo levar e da me um beijo bem ardente e fogoso, sem pensar correspondo.
Enquanto nos beijamos ela apalpa as minhas mamas…
Humm que toque delicioso…
Sem demoras ela passa a língua bem ao de leve nos meus mamilos que logo ficam duros.
Ela continua a lamber, chupar os meus mamilos enquanto com uma mão vai tocando na minha barriga e vai baixando ate tocar na minha cona por cima das cuecas que nesta altura já estava molhada, solto um gemido baixinho…
Bem devagar desvia as minhas cuequinhas para o lado e passa a mexer na minha cona…
Humm que delicia sentir aqueles dedos a tocar me, ela sente que já estou bem molhada e sem demoras encosta me a parede, baixa se e põe a boca dela na minha cona…
Como é bom sentir aquela boca e língua bem quente na minha cona, e acelera mais o ritmo e vai lubrificando o meu cu também, e introduz 1 dedo enquanto me vai continuando a fazer um minete delicioso…
Nesta altura perco a noção das coisas e com quem estou e me entrego totalmente, algo estrondoso…
E ela não parava e eu já não me aguentava de tanto tesão que estava a sentir, e não demorei muito tempo a atingir um orgasmo maravilhoso, ela recebeu com muito gosto o meu liquido todo… sentiu o meu sabor.
Levantou se e deu me um beijo bem demorado, afinal eu estava a sentir o meu sabor também na boca dela… humm delicioso

O tesão bem patente

Começo a tocar-me, "convidei-o" a olhar-me.
E vou tocando-me, olho-o enquanto mordo o lábio, a demonstrar-lhe o tesão.
Entre toques e gemidos, já se ouve o barulho do meu liquido enquanto tenho os dedos dentro de mim, tiro-os e dou-lhe a provar, o que lhe deixa com mais tesão.
Olho-o e vejo-o a tocar-se por cima das calças.
Estava doido para me ter.
O tesão era tanto que aumento o ritmo dos meus dedos.
E oiço a voz dele: "vem-te para mim", foi como se de um rastilho se trata-se, contorço-me, gemo e venho-me num orgasmo fenomenal...
Provo-me e dou-lhe a saborear o meu sabor, o que ele aproveita cada pedaço, sedento...
Beijo-o, sente o meu sabor nos meus lábios, abro-lhe as calças e já o oiço a gemer.
O tesão bem patente...
E a minha cabeça "desaparece", e de uma vez só tomo-o todo na minha boca, geme.
Aumento o ritmo, quero sentir a explosão dele na minha boca.
Já não aguenta e vai explodir, continuo o movimento da minha boca acompanhado com a minha mão.
Sinto-o a tremer e inunda-me a boca, bebo cada gota e vou continuando com a boca, está sensível, suspira a tentar recuperar do orgasmo.

Lado animal

Aquela vontade de ti...
Já não é novidade!
Tenho sempre fome de ti...
Quero sentir o teu toque.
Fazeres-me subir adrenalina.
Sentir-me a ficar inebriada com o tesão que vai aumentando em mim...
Quero que me fodas á bruta...
Quero sentir o teu pau excitante...
Adoro ficar com imenso calor, ter-te para mim.
Sentir-te dentro de mim em movimentos brutos que me deixam tão molhada...
Sim, fode-me, quero esse teu lado animal...

Ao delírio

Gostas de me foder o juízo com a tua sedução e conquista...
Atiças-me ao ponto de me deixares louca de tesão por ti...
Adoras deixar-me molhada e sem noção...
Mas hoje, haaaaa hoje, és meu...
Sou eu que vou-te deixar sem noção, vou-te deixar a pingar...
A quereres mais e mais, mas vai ser do jeito que eu quero...
Hoje vou-te tirar os pés do chão e vais ver estrelas e planetas...
Vais provar do teu próprio veneno...
Sacana...

A minha gulodice

Sabes que eu sou gulosa...
Mas tu ainda aguças mais a minha gulodice...
Adoras provocar-me, seduzir-me, excitar-me...
A tua sorte é que eu adoro que o faças...
Sabes o quanto eu adoro desafios...
E sabes também que sou sacana para aceitar esse desafio...
Vou me lambuzar toda em ti, mas depois não te queixes...
Porque sabes que sou gulosa... por ti...

Corpos colados

Passeias pelos meus pensamentos...
Mas penso-te da forma mais nua e crua...
Sim, da forma como adoro ter-te...
Sentir o teu calor, o teu corpo colado ao meu...
Olhar esse corpo que tanto prazer me dá...
Que tantos orgasmos me consegues tirar...
Vem, sacia a minha vontade...

Não resisto

Andaste a despir-te na minha cabeça e eu vestia-te...
E andaste nisto o dia todo, precisava de ter-te vestida, para poder me concentrar...
Mas tu não desistias, teimavas em seduzir-me...
Eu via as tuas formas, o calor que me dava cada vez que te imaginava...
Tu sabes que eu não te resisto...
Adoras deixar-me a pingar e eu fico louca...
Olha o estado que me deixas só de pensar-te...
És tão gulosa.

Intenso, Doce, Faminto

Tu sabes que adoro um beijo e tudo o que envolve o mesmo...
Um beijo intenso, doce, faminto...
Um beijo que deixa a desejar.
Um beijo explosivo de sensações...
Um beijo que me deixa molhada.
Um beijo que desperta tudo em mim...
Quero esses beijos que me deixam a pingar...

Fome de ti

Atiçaste-me... Estava on-fire...
Mas tu como és uma puta, olha o que me fizeste?
Mesmo sem me tocares deixaste-me ofegante..
Deixas-me a pingar...
A tua cara de putinha safada.
Quando me deixas neste estado...
Sim, fiquei com fome de ti...
Agora imagina o que eu te vou fazer
Sim vou tocar-re...
Começaste e eu vou acabar, o meu tesão tem o teu nome...

O Beijo

Tu sabes qual é o nosso rastilho... O beijo...
O tal que nos deixa arrebatados...
O beijo que mexe comigo, que acorda o vulcão que existe em mim...
O nosso beijo que vai buscar tudo ás nossas entranhas...
Entranhado estás tu na minha pele, no meu corpo, na minha alma...
O beijo que nos deixa inebriados de tesão, de nós...
O beijo que tanta intensidade tem, que desperta o inexplicável...
Também não quero explicar, quero sentir...
Vem... Beija-me...

Fora de nós

Somos explosivos, tu sabes.Tudo em nós fica em alvoroço...
Quando os nossos corpos se aproximam, parecem que tem íman...
Não precisamos de falar uma palavra sequer...
Eles sabem bem como falar entre eles...
A nossa intensidade é inexplicável, parecemos um vulcão em erupção...
O tesão sempre á flor da pele...
A pele que queima, o desejo é tão grande..
A lava que escorre, os nossos corpos que se tocam e se conhecem tão bem...
Já estamos ao rubro, já não existe controle em nós...
Foda-se tudo é fervoroso, e com gosto de quero mais.
Os nossos gemidos e a nossa tesão..
Como adoro a nossa intensidade, ficamos fora de nós...

Mistério

Sentir-te atrás de mim é como de um mistério se trata-se.
Sem saber o que vais fazer a seguir, só sei que até isso é excitante...
E deixa-me completamente á nora e sim muito molhada...
As tuas mãos passeiam pelo meu corpo e sentem o quanto estou alterada.
Tu sabes da forma como me deixas...
A tua voz, os verbos a soltarem da tua boca tão facilmente...
Também sei da forma como ficas, tudo em ti ganha vida.
O teu toque junta-se aos beijos e é um festival de sensações...
Foda-se não aguento mais, só consigo dizer-te:
" Faz-me gemer e gritar de tanto tesão "

Refresca-te... em mim...

Anda, quero-te aqui debaixo do chuveiro...
Está calor ...
Água a correr e a cair nos nossos corpos...
Quero aquele beijo intenso que me deixa a ferver...
Aquele beijo que me deixa molhada...
Toca-me como tu sabes fazer tão bem, tira-me gemidos...
Sinto a tua fome e sede e quero sentir-te dentro de mim...
Encosta-me à parede e enfia-te em mim, deixa-me sentir o quanto estás duro...
Fode-me enquanto a água nos vai tentando arrefecer...
Acho difícil isso acontecer, estamos em erupção...
Tem-me agora...

quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Os teus dedos são arte

Hoje... Só hoje... Louca de desejo.
Louca de quereres.
Ando cheia de vontades...
Arrepiei!!!
Arrepio sempre que tens alguma ideia que foge ao que estou habituada.
E fui arrastada para mais uma tentadora excitação.
Amarrada... Tu a tocar-me... Eu só a sentir
Sentir os teus dedos... As tuas mãos maliciosas.
Perdendo-te em mim.
Brincando com cada canto já familiar...
E eu em êxtase!
Não sei quantas vezes me vim.
Não sei onde estava.
Líquido... Peganhento.
Sentia um formigueiro.
Doce!
Gosto do que sinto... Gosto de me vir.
Mas gosto ainda mais do teu olhar devorador.
Do teu olhar lascivo...
A tua boca entreaberta.
És ordinário quando me tocas.
Bruto intenso!
E eu a vir-me novamente...
Os teus dedos são arte... Gosto que me toques.
Como só tu tocas.
Momentos loucos...
Só nossos!

Dás-me tesão

Não sou nem nunca fui um gajo complicado, e tu sabes isso, sabes bem que quando te fodo que o faço por tesão.
Fodo-te porque te quero o corpo até ao fundo do meu ser.
Fodi por ter tesão pelas mamas, pelo rabo, pela cona.
Sou um gajo simples e nada complicado, fodi.
Tesão sim...
Tesão por uma boa conversa, tesão por um cheiro por um toque da pele, tesão que vêm do desejo, desejo de me mergulhar nos teus olhos, de me afogar nos teus cabelos, de te apalpar o corpo todo, de te agarrar as nádegas e te chupar os seios, de te beijar a cona, de te foder, sabes?
Tenho tesão, dás-me tesão, sei que só penso em foder-te, em ter-te para mim, sei que tenho tesão.
Tu dás-me tesão!

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

Dress Code

Festa temática, e tinha que ser de acordo com o dress code, vestido e máscara, acrescentei meias-ligas e os meus saltos altos.
E lá fui eu, sem esperar nada, e sim de passar uma noite diferente…
Entrei e vi luxúria, glamour, assim á primeira vista, gostei do que vi. Fui percorrendo aquele espaço, para me ambientar.
Vagueando, por uma sala com meia luz, o cheiro estava agradável, e de repente fui encostada á parede.
Beijou-me com vontade, as mãos dele passeavam pelo meu corpo.
As mãos chegam até ao meu peito e baixa-me o vestido, e abocanha-me o mamilo já duro, solto um gemido.
Sinto-me a ficar cada vez mais molhada.
Vidrados de tesão, o toque dele intensifica-se pelo interior das minhas pernas.
Ele baixa-se e sinto-o no meu sexo, ele coloca a minha perna no ombro dele, e fico exposta para ele brincar a seu belo prazer.
O frio da parede passou a ser o inferno com tanto calor e tesão que estava, sentia-me inebriada, molhada, vidrada.
Ele com afinco vai lambendo, chupando e acompanhando com os dedos dentro de mim, eu já passava dos gemidos aos gritos que já ecoavam naquela divisão.
Sinto que estamos a ser observados, mas nesta altura já não me importava com isso mas sim que ele conseguisse me tirar o melhor de mim.
Agarrei no cabelo dele e gritei quando senti o meu orgasmo a chegar, intenso demais.
Ele levanta-se, coloca-me de 4, e... Fode-me!!!!
Fode-me ali em frente a todos a toda a velocidade, onde o tesão o prazer era tudo, os nossos gemidos eram altos, e os orgasmos que me davas eram múltiplos.
Estava sem forças, de tantos orgasmos, ate que dás um grito longo, e...
Vens-te dentro de mim, vens-te todo como eu gosto
Bem quente e húmido... Humm é tão bom sentir-te assim.

Assim não dá

Foda-se, assim não dá...
Tu não me sais da cabeça, foda-se tenho que trabalhar...
Vontade de ter-te aqui e sentir-te...
Não consigo, tenho que tocar-me...
Estou tão molhada, é culpa tua.
Mas na realidade queria que me dobrasses sobre a secretária e me fodesses.
Que me desviasses a roupa e sentir-te todo dentro de mim e bem fundo...
Sim estou ordinária, mas é assim que adoras que eu esteja...
Sente-me encharcada e fode-me...
Fode-me como não houvesse amanhã.
Faz-me gritar de tesão e arranca-me orgasmos intensos e fantásticos...
Foda-se, não consigo trabalhar, tu desconcentras-me.