segunda-feira, 6 de abril de 2020

Á espera da chave

Prisioneira.
Bem fechada....
Á espera da chave aprumada!

Ver-te todo latente!

Hummmmmm....
Saborear-te é um espetáculo....
Lambuzo-te!
Passo a minha língua atrevida sobre ele.
Degusto, chupo...
Satisfaço os teus desejos...
Deixo-te excitado.
Prendo nas minhas mãos e agarro bem forte.
Mordo de leve.... Provoco...
Sinto o teu corpo todo a estremecer...
Os teus gemidos fazem-me enlouquecer,
Vem-te meu amor, da-me o teu prazer!
Explode de satisfação! Na minha boca...










Os meus desejos são intensos

Sexo na alvorada.
Pela manhã deitada na cama...
Lingerie de renda...
Semi molhada, cheirosa!
Deitada de costas, á tua espera.
Passas as mãos no meu corpo.
Arrepio-me!
E lentamente a tua mão desce, desliza.
Percorre o meu corpo, descobrindo todos os mistérios.
De repente tu viras-me, e diante de tal formosura....
Beijas-me loucamente na boca, e gradualmente desces...
Percorres os meus seios arrepiados.
Desce por toda extensão, chegas no lugar esperado!
Toda molhada e louca de desejo!
Laço-te com as pernas, aperto sobre os meus domínios...
Sinto a tua boca a lamber todo o meu mel, fazendo-me tremer de tesão.
A tua língua safada lambe-me, como um doce desejoso.
E isso deixa-te mais excitado, e em poucos minutos....
Faço-te parar!
Quero sentir-te nas minhas entranhas húmidas.
Num entra e sai sem parar...
É ardor, calor, não sei...
Leva-me ao êxtase.

São tantos sentimentos ... Sensações ... Desejos ...

Respiração ofegante
São suspiros profundos
Entrega completa
É tremor de corpos
Espasmos
Gozos
Gozos infindos
Delírios
Êxtase
É prazer realizado
É desejo alimentado
Em um momento de prazer de dois amantes
Que se amam
Que se apaixonam a cada instante
A cada toque
A cada beijo
A cada entrega
A cada ato de amor.

De ânsia ... Desejo ... Volúpia.

Eu ardo! Em amor! Em desejo.
O calor do mundo inteiro.
Uma chama que arde sem doer...
Que arrepia minha na pele.
Eu ardo!
O tempo pára...
Os pensamentos voam...
Eu ardo, o meu corpo inteiro...
Hum ... quero sentir prazer.
Ser possuída de todas as formas...
Faz-me gritar de prazer...
Vem ... acaba com este desejo insano que eu estou ...
Rasga a minha roupa ... fode-me ...
De quatro ... penetra-me com força ...
Vem ... 

Infinito mundo de prazer

Sinta menina, sinta o poder que exerço em te possuir.
Aproveita o prazer que lhe ofereço agora...
Entregue-se para poder experimentar a verdadeira 
sensação de ser dominada por um negro dotado..
Necessito do teu êxtase, do teu gemido, do teu gozo ... 
Este é o meu prazer, o prazer de senti-la saciada...
De faze-la completa.

Está nos detalhes

Saber usar a puta dentro de uma mulher...
Não é tão simples assim. 
Primeiro tem que deixar bem claro.
Que ela antes de tudo sempre será a tua mulher.
Para foder uma mulher como uma cadela no cio...
Em primeiro lugar deverá conquistar a mulher com todo carinho e atenção.



Desvairada

Atrevida na medida dos seus desejos...
Realizando as suas vontades e caprichos.
Tudo...
Que desejar ter.
Atrevidamente...
Indecente, ou puramente santa.
Mas quem sabe uma menina inocente...

Mulher livre

Cúmplices do nosso segredo.
Sussurro louco o que te excita.
O compasso do teu desejo.
A minha boca que aspira os teus segredos...
Os teus pensamentos mais vulgares...
As tuas mais loucas e inconfessas fantasias.
Uma fêmea alucinada com uma fome incontrolável de prazer.
Uma fêmea á espera do momento certo para devorar... 
Uma fome incontrolável de prazer.
De sexo excitado.
De corpo nu e quente ao mesmo tempo excitado...
Imediatamente dentro de mim. 
Quando isso acontece já tu escorreres de prazer, excessivamente quente, a contorcer-me de prazer.

Suavemente

Os teus olhos fixados nos meus…
O teu sorriso.
O teu arrepio quando te beijo a boca…
No abraço a nossa sintonia de sensações.
Que bom…
Sentir a tua pele, o teu corpo.
Sentir os prazeres.
Os nossos desejos.... As nossas vontades.
Que bom sentir a tua respiração ofegante...
O ter teu corpo, o ritmo...
Gemendo sem pecado.

No momento certo

Ele agarrou-me pelos cabelos e acessível para ele.
Com um puxão tirou-me as minhas cuecas e prendeu as minhas mãos para trás.
As mãos dele desciam arranhando as minhas costas e invadiam as minhas nádegas.
Os beijos eram molhados... Puxou o meu vestido, os meu seios mostraram-se, as mãos e boca apertaram, chupavam e mordiam...
Selvagem.
As mãos desceram e encontraram a minha vagina, húmida....
Inundada de prazer:
"fode-me..."
Ele abriu a calça, tirou o pau duro.
Com movimentos fortes, sentia a entrar e a sair...
Quanto mais fazia, mais eu queria...
Foi um prazer repleto de tesão.

Desejo e Luxúria

A hora de ficar louca...
Safada e puta. Muito puta.
Pede forte. Pede fundo...
Puta. Muito puta.
Entrar e bater lá no fundo...
Geme.
Foder bem aquela puta...
Ela pede: "por favor..."
Mais...E Mais...
Eu venho-me...